O que são resíduos florestais e qual seu potencial para as empresas?

  • Florestal

Com a recente crise energética atingindo diversos países, incluindo o Brasil, é cada vez mais necessária a produção de energias alternativas para suprir a demanda interna.

Dito isso, a biomassa recebe destaque: trata-se de uma fonte limpa, renovável, barata e altamente acessível aqui no país. Em grande parte, pelos resíduos florestais que podem se tornar fonte de energia para a indústria.

Quer saber mais sobre como aproveitar esse potencial que, até então, é pouco valorizado? Então, continue a leitura deste artigo, e confira!

O que são os resíduos florestais?

Chamamos de resíduos tudo que sobra da produção de madeira, desde o corte até o lixamento e armazenamento da matéria-prima. Com a extração, temos perda de galhos, folhas, casca de árvores, tocos de troncos, entre outros.

Essa sobra orgânica tem três origens principais:

Boa parte dos resíduos florestais são deixados no próprio local de coleta, outros são perdidos durante o transporte e preparação da madeira para o mercado consumidor. Ou seja, muito desse material costuma ser descartado e perdido.

Quais são os benefícios dos resíduos florestais?

Assim como o entulho, os restos de tijolos e argamassa da construção civil, muitas vezes, são descartados pela crença que não terão nenhuma utilidade. Os resíduos florestais, por outro lado, não apenas podem ser reaproveitados, como também contribuem com a saúde do ecossistema.

A perda de solo nas plantações florestais fica abaixo do esperado com a presença dos resíduos, assim como a erosão se mantém próxima aos níveis de matas. O material orgânico ajuda a evitar a perda de água, provocando a proteção do solo.

Quando é retirada apenas a madeira, deixando o resto da matéria orgânica no local, ocorre a renovação de nutrientes no solo, essenciais para que o ciclo de fertilização continue, e novas colheitas possam crescer naquele solo.

Temos ainda os seguintes benefícios da coleta dos resíduos florestais:

  • diminuição da lixiviação, ou lavagem, que tira os nutrientes do solo e deposita nos rios e lagos próximos;
  • facilita a preparação do solo e o plantio;
  • melhora o crescimento de plantas e o controle de pragas;
  • reduz os custos necessários para a regeneração florestal.

É possível reaproveitar os resíduos em novos produtos derivados, como o aço verde, e também como fonte para a biomassa. Ao usá-los para produção de energia, aumenta-se o balanço energético da empresa em relação ao ecossistema.

A importância da biomassa na matriz energética

O Brasil tem uma ampla participação de energias limpas em sua matriz energética, composta pela hidrelétrica, energia solar, eólica e biomassa, as energias renováveis no Brasil já correspondem a 45% da oferta, com potencial de expansão.

A biomassa tem crescido dentro do setor graças às novas tecnologias, que permitem o melhor aproveitamento da matéria orgânica para produção de energia. As usinas de álcool e açúcar no Brasil já conseguem extrair a energia necessária da biomassa, produzindo até mesmo força excedente que pode ser oferecida ao mercado interno.

Outros países, ainda que estejam mais presos aos combustíveis fósseis, também se aproveitam do potencial verde para a sua matriz energética. Nos Estados Unidos, 3% do consumo energético vem da biomassa, sendo que 75% da matéria orgânica são tiradas das florestas, aproveitando os resíduos florestais.

Estudos feitos em parceria entre Universidade Federal de Viçosa (UFV) com a ArcelorMittal BioFlorestas e a Companhia Elétrica de Minas Gerais (CEMIG), mostram que os resíduos florestais formam 5% da biomassa por hectare, com potencial energético de 90%.

Os resíduos da cana-de-açúcar, papel, celulose, serragens e gravetos são os mais bem aproveitados para produção de energia, tanto que a produção da cana pode gerar entre 15 a 20% do potencial energético para as indústrias.

O eucalipto é uma nova fonte interessante de energia, sua extração, aliada ao desenvolvimento em pesquisa e inovação, consegue fornecer 100% do potencial energético necessário para as indústrias.

Sendo assim, podemos perceber não apenas que a biomassa é um recurso energético interessante, mas que é mais barata e acessível do que se pode imaginar.

Como aproveitar os resíduos florestais para produzir energia

Os resíduos florestais estão relacionados a um bom manejo dos projetos de reflorestamento, pois a maior parte fica na floresta, em forma de restos de galhos e troncos. Cerca de 25% da casca é perdida no processo de extração, e 10% da matéria-prima florestal é abandonada, no local de coleta, segundo a UFV.

Sendo assim, é possível fazer a remoção dos resíduos diretamente no local, contudo, para preservar o solo, é importante que não se retire todos os resíduos, e sim no máximo 70% dos galhos e 30% das folhas.

É importante ainda medir a umidade dos resíduos, pois para que o potencial energético seja considerável, é necessário estar em até 65 a 68% de umidade, evitando um gasto de energia acima do necessário para a evaporação do que será produzido.

O uso de máquinas e novas tecnologias é interessante nesse processo, pois ajuda a fragmentar e coletar os resíduos. Caso você não tenha o maquinário necessário, pode investir na locação dele, aproveitando seu uso em outras funções na plantação.

Também é possível usar resíduos animais, só que eles têm menor potencial energético em comparação aos vegetais e maior risco ao meio ambiente. Dessa forma, os resíduos de origem animal podem ser usados como último recurso.

Por fim, para viabilizar o potencial energético da biomassa, oriunda dos resíduos orgânicos, é necessário estimular políticas públicas de médio a longo prazo, que devem ser aliadas a estudos minuciosos sobre as condições ambientais da coleta e a melhor forma de retirar essa matéria-prima sem causar um impacto negativo no ecossistema.

Os resíduos florestais, portanto, representam uma possibilidade barata e lucrativa de produção de energia por já serem normalmente produzidos e descartados na plantação. Com a coleta e aproveitamento adequados, podem-se transformar em biomassa, de tal forma que a matriz energética se torne autossustentável.

Para garantir que você terá em mãos os equipamentos mais indicados para o manejo desse material, a Armac conta com as melhores opções do mercado, disponíveis para atender às suas necessidades, como pás carregadeiras para movimentação em pátios de biomassa e tratores de rodas com implementos para remoção de tocos, transporte de cargas, etc. Entre em contato conosco e conheça toda a versatilidade do nosso portfólio!