Confira métodos de trabalho para garantir uma obra sustentável!

  • Engenharia
  • Inovação

A construção civil é o ramo que mais origina resíduos sólidos em todo o planeta. Isso corresponde a aproximadamente 50% de toda a produção do mundo. Trata-se de um padrão de consumo danoso ao meio socioambiental e também prejudicial financeiramente, sem falar no tempo que poderia ser melhor aproveitado.

Nesse contexto difícil, aparece a ideia de “construção sustentável”, um caminho para reconsiderar e otimizar o aproveitamento dos recursos naturais nas obras. É um conceito importante para a inovação e o bem-estar da população, aprimorando os cuidados com o meio ambiente.

No Brasil, felizmente, engenheiros e arquitetos estão bastante dispostos a participar dessa tendência, e já se apresentam como referências a nível global. Neste artigo, vamos mostrar alguns métodos de trabalho capazes de garantir uma obra sustentável. Leia!

O que é uma obra sustentável?

De forma objetiva, é aquela em que se aplica técnicas e materiais considerados sustentáveis, ou seja, que não causam grandes danos ao meio ambiente. Portanto, a obra requer um planejamento focado na sustentabilidade.

A obra sustentável consome menos recursos financeiros, mas nem por isso perde eficiência e modernidade. Pelo contrário: ela ganha destaque por sua originalidade e bom desempenho desde a estrutura até os aspectos decorativos.

Tecnologia sustentável

Boa parte das empresas já está consciente do quanto a sustentabilidade é valiosa para os negócios. Ela agrega valor e pode se tornar um dos grandes motores responsáveis pelo crescimento corporativo.

Com tecnologia avançada, é possível desenvolver produtos e serviços que aprimorem a utilização dos recursos naturais. A tendência é que as empresas incorporem, cada vez mais, os princípios de sustentabilidade aos seus modelos de trabalho, influenciando a decisão do consumidor no momento da compra.

O método de construção atual chega a consumir 40% da energia disponível no mundo, e contribui com cerca de 30% da emissão de gases de efeito estufa. Dessa forma, a construção civil é o ramo que mais dispende recursos naturais e usa energia com intensidade, causando grandes impactos no meio ambiente.

Um compromisso é a criação de produtos viáveis do ponto de vista econômico, de modo a garantir um futuro mais sustentável para as próximas gerações, satisfazendo as necessidades do mercado moderno.

Um notável exemplo de tecnologia e obra sustentável é a Casa de Eficiência Energética (ou CasaE). Ela agrupa em um só local o que existe de mais sofisticado e eficiente, deixando clara a oportunidade de modificar a maneira de se construir, cooperando com a economia de água e energia ao mesmo tempo em que reduz a quantidade de gás carbônico (CO2).

A BASF, idealizadora do projeto, pretende demonstrar que o modelo de construção da CasaE, envolvendo a técnica, o método e os produtos, pode ser aplicado em uma simples residência.

Quais são os melhores materiais sustentáveis?

Os itens para uma obra sustentável são cada vez mais procurados na construção civil. Entre eles, figuram os abordados a seguir.

Concreto reciclado

O concreto comum é formado por água, areia e cimento, com a adição de brita. Após a mistura de todos os materiais, ele atinge o ponto de uso. Nesse processo, o concreto ganha força e resistência, se solidificando na medida em que libera calor.

Um dos grandes problemas na produção de concreto comum é que são extraídos recursos da natureza para cada componente, além do descarte incorreto dos resíduos. O concreto reciclado, por sua vez, utiliza os recursos da própria construção para substituir, de forma parcial, os materiais extraídos das fontes naturais.

A reciclagem do concreto pode ocorrer quando ele está fresco ou endurecido, e existem equipamentos apropriados para reciclar os componentes. Dessa maneira, outros materiais, como telhas e tijolos, são reutilizados e adicionados à mistura, alimentando um ciclo de sustentabilidade.

Materiais biodegradáveis

Os produtos de acabamento atuam como valiosos componentes nas obras, mas podem conter derivados de petróleo e outros componentes tóxicos e poluentes. Os mais comuns materiais de acabamento são tintas, impermeabilizantes, colas, solventes etc.

As indústrias já estão se ajustando aos novos tempos, produzindo versões sustentáveis desses recursos. Há as tintas feitas de materiais biodegradáveis, a partir de pigmentos naturais, proteína do leite e minerais. Também existem solventes e vernizes criados com base em óleos vegetais.

Outros produtos sustentáveis

Além desses, podemos citar:

  • lâmpadas LED;
  • tijolos ecológicos;
  • blocos de adobe;
  • isolamento ecológico;
  • revestimentos que simulam madeira;
  • pias, vasos sanitários e torneiras com temporizadores e reguladores.

Quais são as principais práticas sustentáveis?

Para assegurar uma obra sustentável, é importante seguir algumas práticas, como as listadas na sequência.

Invista no conceito de Green Buildings

Green Building corresponde ao edifício verde ou construção sustentável, como a CasaE. Nesse caso, os processos de sustentabilidade devem ser planejados na concepção e construção da obra, pensando também na possibilidade de demolição.

Tratam-se de construções que respeitam os requisitos de segurança e conforto, oferecendo ótima qualidade de vida aos usuários. O preço dos materiais, como tijolos ecológicos, por exemplo, tende a ser bem menor nas obras sustentáveis.

Efetue a gestão adequada dos resíduos

Para reduzir os impactos no meio ambiente, a obra sustentável conta com a gestão eficiente dos resíduos gerados. Em edificações pequenas, o uso de caçambas é uma forma de armazenar todos os tipos de materiais sólidos inutilizados, que devem ser direcionados para triagem ou aterros adequados.

Em projetos grandes, o correto é contar com programas de gerenciamento ambiental, para a separação adequada dos resíduos, desde o início até o final da execução. Há soluções diferentes que podem ser adotadas para gestão de resíduos, como a compostagem, que reaproveita o lixo orgânico, como adubo.

Confira outras práticas sustentáveis

Além dessas, podemos citar práticas eficazes como:

  • investir nas novas tecnologias;
  • certificar a empresa a respeito das normas reguladoras;
  • evitar o consumo excessivo de energia elétrica;
  • fazer a manutenção preventiva dos equipamentos.

Quais são os benefícios de uma obra sustentável?

Finalmente, chega a hora de mostrar as principais vantagens de adotar práticas e tecnologias sustentáveis na construção civil:

  • redução no consumo de água e energia elétrica;
  • economia de mão de obra;
  • diminuição de desperdícios, ou seja, menor produção de resíduos;
  • melhoria da imagem corporativa;
  • otimização do relacionamento da empresa com os órgãos que regulamentam e fiscalizam as regras sobre proteção ambiental;
  • contribuição da companhia para questões ambientais e relacionadas à saúde da população.

A obra sustentável permite que a empresa gere renda de forma ecologicamente correta. Afinal de contas, a economia não precisa ser uma inimiga do meio ambiente, e lucros e conservação ambiental não ocupam posições opostas, como geralmente se considerava há alguns anos.

Gostou do post? Então aproveite para seguir as redes sociais da Armac: Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn.