Como o just in time pode ser aplicado no processo industrial?

  • Gestão

Você conhece o just in time? Sabe como aplicá-lo à indústria? Entender o conceito é muito relevante nos dias atuais, em que há necessidade de produzir a quantidade demandada a uma qualidade perfeita.

Esse conceito permite que as empresas reduzam os seus gastos sem diminuir a qualidade de seus produtos. Ou seja, trata-se de uma produção focada em resultados e melhorias de processos.

Se você tem interesse pelo tema e quer descobrir os principais detalhes sobre o just in time na indústria, como as suas principais funções e quais são as vantagens de contar com essa estratégia, continue a leitura deste post e confira!


Locação de Equipamentos – Alugue Online

O equipamento ideal para o seu projeto aqui


O que significa just in time?

Por definição, o modelo de gestão de produção just in time consiste no processo industrial realizado conforme a demanda. Assim, a companhia deve produzir apenas os produtos que são exigidos, nas quantidades necessárias, repetindo esse conceito em todas as fases de produção.

Dessa maneira, ao produzir somente o que é demandado, o primeiro ganho que há é a redução do espaço que é usado para estoque de insumos e mercadorias. Mais um ponto importante é a economia em transportadoras e sistemas de distribuição, além de também haver a redução do desperdício de insumos.

A nomenclatura “just in time” se dá justamente por causa da característica desse modelo: produzir e entregar os produtos a tempo deles serem comercializados. Para tanto, materiais devem ser transformados a tempo para se tornarem peças que, por sua vez, devem ser montadas no tempo correto a fim de se tornarem produtos finais.

Esse conceito foi desenvolvido e começou a ser usado pela primeira vez na década de 50, mais precisamente no Japão, na fábrica da Toyota.

A empresa procurava por uma maneira de ganhar agilidade na produção para que fosse possível mudar o modelo a ser fabricado e produzir em menores quantidades — ou seja, agir sob medida para atender à demanda do mercado. O resultado foi a criação do método just in time.

Quais são as funções do JIT no processo industrial?

A estratégia de gestão de conhecida como just in time tem como função alinhar a da cadeia de suprimentos junto com o planejamento da produção, recebendo somente a matéria-prima que é necessária para que a produção seja feita em um determinado período.

Na prática, isso quer dizer que toda a matéria-prima necessária para um projeto é adquirida conforme a demanda do mercado. Sem desperdícios, contratempos ou planejamentos emergenciais.

Ou seja, a metodologia do jit visa o funcionamento das empresas de maneira não somente na linha de produção em si, já que ela exige alterações nos processos de fornecimento de materiais, compra e planejamento de produção.

Quais são os objetivos da metodologia just in time?

A diminuição dos custos e desperdícios, além de obter a melhoria contínua do processo industrial, são os principais objetivos. Assim, os colaboradores da companhia devem seguir diretrizes funcionais que prezam por evitar possíveis falhas e otimizar os processos sem perder a qualidade do produto final.

Quando praticada corretamente, a metodologia é capaz de:

  • reduzir problemas na manufatura;
  • evitar a superprodução;
  • aumentar o poder e agilidade de fabricação;
  • diminuir a incidência de produtos fora de especificação e os gastos com transporte.

De acordo com Shigeo Shingo, referência no método just in time, uma fábrica contar com 7 tipos de desperdícios:

  • espera (colaboradores esperando as máquinas operarem);
  • transporte (movimentação desnecessária de materiais);
  • superprodução;
  • mau processamento (processo que não agregam valor);
  • produção desnecessária;
  • produtos defeituosos;
  • movimentos e esforço (tanto de humanos quanto de máquinas) desnecessário.

Assim sendo, o just in time tem como objetivo atingir a melhoria contínua para acabar com fatores como:

  • estoque;
  • movimentação;
  • defeito;
  • lead time;
  • tempo de preparação;
  • quebra.

Quais são as vantagens do just in time?

Processos mais efetivos

O just in time tem como um de seus objetivos criar uma cultura empresarial sem erros. Para tanto, é necessário que todas as etapas ocorram perfeitamente. Essa melhoria contínua leva a uma eficácia maior dos processos.

Otimização da produção

Ao alinhar a produção com a demanda do momento, é possível otimizar a produção para operar apenas de acordo com os pedidos realizados. Dessa maneira, ao contar com todos os processos predeterminados e mapeados, fica mais fácil executá-los — o que aprimora a qualidade final.

Padronização de processos

Para viabilizar a implementação de uma operação sob demanda, a companhia não pode contar com contratempos produtivos. Por isso, alterações recorrentes de escopo, por exemplo, não devem ocorrer.

O just in time tem como uma de suas vantagens justamente a padronização de processos, o que permite maior agilidade produtiva e melhor comunicação com os fornecedores — fatores fundamentais para que os processos aconteçam de forma ágil.

Diminuição de custos

Por partir do princípio de que toda matéria-prima que é comprada vai ser utilizada, as operações de gestão de estoque e inventário podem ser diminuídas de maneira significativa.

Além disso, também há a possibilidade de reduzir o ambiente que é necessário para que todos os processos sejam feitos, mantendo somente os espaços necessários para a produção e entrega do produto.

Flexibilidade

Uma das propostas mais relevantes do just in time é a possibilidade de contar com um processo produtivo industrial com mais flexibilidade.

Considerando esse fator, são abertas oportunidades para que os consumidores façam encomendas personalizadas — o que também é vantajoso para a companhia, que pode valorizar as características individuais de seus clientes.

Qualidade

Por fim, é válido destacar também que trabalhar com um estoque reduzido de material permite que o processo receba mais atenção, ponto que faz com que a qualidade do produto aumente.

Agora que você já sabe como o just in time pode ser aplicado no processo industrial, lembre-se de que para aumentar o desempenho da sua companhia, além de adotar esse método, também é fundamental contar com máquinas de qualidade, uma vez que elas influenciam diretamente no processo produtivo — as empilhadeiras, por exemplo, concedem agilidade e comodidade aos processos industriais.

Que tal continuar em nosso blog e saiba mais sobre o uso de maquinário autônomo em diferentes setores da indústria? Ou então, acompanhe o LinkedIn da Armac e leia artigos sobre as principais tendências da indústria.