Conheça os equipamentos que devem ser usados na movimentação de terra

  • Engenharia

Comum em operações do agronegócio, construção civil e mineração, a movimentação de terra é um conjunto de procedimentos importantes para a adequação do solo em que será realizado o trabalho final, seja de plantio, escavação ou edificação.

Entretanto, essas etapas exigem um maquinário específico visando a total segurança operacional. Por isso, elaboramos este conteúdo exclusivo sobre o tema, esclarecendo curiosidades a respeito da operação e detalhando as principais características dos equipamentos utilizados. Acompanhe!

A movimentação de terra

Apesar do nome, a movimentação inclui muitos outros processos além do deslocamento. Inclusive, o próprio procedimento deve ser antecedido por algumas etapas, que tornam o perímetro mais fácil e seguro.

Entre essas etapas, destacamos quatro: desmatamento, destocamento, limpeza e remoção superficial. O desmatamento é a remoção da vegetação de grande porte, melhorando a manobrabilidade pelo terreno, tanto pelas máquinas como pelos operadores.

Já o destocamento serve para retirar os tocos das árvores que restaram do passo anterior. Trata-se de um processo fundamental, pois a realização de queimadas é altamente contraindicada, sobretudo em uma área de construção.

Por fim, aparece a limpeza. Ela elimina toda a vegetação rasteira, seguida pela remoção superficial, capaz de retirar a camada mais alta do solo orgânico que, por ser mole e instável, não serve como estrutura para a etapa de aterrar o perímetro, quando se realiza o corte do terreno para então, preencher com mais terra e materiais.

Após a finalização dessas etapas, a movimentação de terra é colocada em prática. Entre as atividades, destacamos o corte, que remove trechos do terreno para regularizar o solo. Complementando o procedimento anterior, chega a hora do aterro, ou seja, da implementação de uma nova camada de solo, também com o objetivo de nivelar o local.

A importância de utilizar os equipamentos adequados

Entre deslocamento de carga, terraplanagem e outras atividades, a movimentação de terra exige um conjunto muito específico de máquinas para a eficiência dos trabalhos. Por isso, compilamos abaixo os sete principais equipamentos para essas tarefas, destacando os modelos disponibilizados pela Armac.

Pá carregadeira

Não por acaso, as pás carregadeiras são chamadas de equipamentos polivalentes, pois apresentam bastante versatilidade para deslocar, escavar etc. Sobre pneus, as pás conseguem se movimentar de maneira ágil e eficiente. Agora, veja os modelos em nosso lineup:

  • John Deere — 524K, 544K, 624K e 644K;
  • Volvo — L60F, L70F, L90F e L110F;
  • Komatsu — WA200-6 e WA320-6;
  • New Holland — W130B.

Caminhão pipa

Os caminhões pipa consistem em figuras carimbadas na movimentação de terra. Isso porque existem diversos procedimentos que exigem água, seja como instrumento de limpeza ou solução para misturar concreto.

Além disso, a estrutura dessas máquinas facilita o deslocamento de fluidos tóxicos e materiais repletos de pó. Para locação, a Armac oferece os seguintes modelos:

  • Mercedes Benz — Atron 1719 e Atego 2729.

Retroescavadeira

Versatilidade também está entre as qualidades das retroescavadeiras. Afinal de contas, elas podem ser úteis em atividades de demolição, escavação, deslocamento de entulho e por aí adiante.

De quebra, o equipamento facilita as etapas de limpeza, desobstruindo o perímetro de trabalho. Os modelos da Armac:

  • New Holland — B95B;
  • John Deere — 310L;
  • Case — 580N;
  • JCB — 3CX.

Escavadeira hidráulica

Protagonistas na movimentação de terra, as escavadeiras ganham destaque, sobretudo, na etapa de corte, por meio da abertura de valas.

O equipamento demonstra competência promovendo limpezas, cortando taludes, posicionando tubos e afins. Conheça os 14 modelos disponibilizados em nosso lineup:

  • Hyundai — 220 LC-9 Long Reach e R220 LC-9;
  • Volvo — EC140D, EC200, EC210 e EC220;
  • John Deere — 130G, 200G, 210G e 350G;
  • New Holland — E145C EVO;
  • JCB — JS130LC e JS220LC;
  • Link Belt — 130X2 e 210X2;
  • Komatsu — PC200-8.

Motoniveladora

Complexas e tecnicamente sofisticadas, as motoniveladoras são fundamentais no preparo de trechos, realizando acabamento final, construindo curvas, nivelando superfícies e muito mais.

Esse tipo de máquina é bem utilizada em operações de pavimentação, terraplanagem, escavação e homogeneização. Veja os modelos disponíveis na Armac:

  • New Holland — RG140B e RG170B;
  • Volvo — G930;
  • Case — 845B.

Trator de esteira

A escolha melhor trator sempre dependerá de vários aspectos da sua operação. Entre esses critérios, o tipo de terreno está entre os mais importantes. Os tratores de esteira são ideais para quem precisa de um deslocamento rápido e ágil por terrenos irregulares e pouco aderentes. Os modelos da Armac:

  • John Deere — 700J, 750J e 850J;
  • Case — 2050M.

Rolo compactador

Como sugere o nome, os rolos compactadores são os principais equipamentos nos trabalhos de compactação e acabamento do solo. Entre modelos tandem, lisos e pé de carneiro, a Armac oferece seis alternativas, permitindo a execução do aterro com qualidade e velocidade:

  • Dynapac — D.One e CA250;
  • Sany — SPR200 e SPR260;
  • Bomag — BMP 8500;
  • XCMG — XS122PD.

As vantagens da locação e as soluções da Armac

É importante salientar os benefícios da locação. Também conhecida como terceirização de equipamentos pesados, a locação consiste em uma estratégia financeiramente inteligente para a vasta maioria das empresas no mercado, em todos os setores da economia.

A primeira vantagem surge no campo econômico. Alugar as máquinas que você precisa é substancialmente mais barato do que comprar e mantê-las. Afinal de contas, a posse de um equipamento pesado não deve considerar apenas o custo de aquisição, mas também os gastos com manutenção no longo prazo.

Em um segundo momento, destacamos a disponibilidade. Trata-se de um benefício complementar da manutenção. Quando loca equipamentos com uma empresa bem reputada e comprometida com os resultados, como a Armac, você minimiza a chance de lidar com a ociosidade operacional.

Se por qualquer motivo uma das nossas máquinas falhar na operação, não há problema. Imediatamente o suporte lidará com a situação, enviando especialistas para avaliar o cenário e promover a troca do equipamento. Assim, você evita perdas de tempo, produtividade e dinheiro com a quebra do aparelho.

Agora compare o cenário de locação com o de posse. Se a máquina que quebrou é sua, você precisa arcar com os custos da manutenção corretiva, além de prejudicar a operação enquanto o equipamento não passa por reparos. Sem o suporte de uma boa locadora, não existe solução rápida para substituir o aparelho.

Por fim, destacamos fatores como a sofisticação tecnológica do maquinário. Ao locar, você garante acesso aos equipamentos mais modernos, confortáveis e seguros para a sua movimentação de terra. Com a aquisição, você fica “preso” àquela máquina, encarando o desafio financeiro de repassá-la e substituí-la no futuro.

Se gostou do post, aproveite a visita ao blog para conhecer melhor as soluções da Armac, acessando o portal e conversando com a nossa equipe!

AS MELHORES MARCAS, O MELHOR SERVIÇO, E UM PARCEIRO QUE SEMPRE TEM O MELHOR PREÇO