Como otimizar o inventário de estoque na empresa?

  • Gestão
  • Plataformas Elevatórias

O inventário é uma atividade fundamental no gerenciamento de estoque. É um processo que trata de um espaço destinado ao dinheiro e calcula o volume de itens estocados e aquilo que precisa ser solicitado para que o atendimento à demanda não seja prejudicado.

O inventário é um recurso que permite avaliar com rapidez a quantidade de capital imobilizado que está no armazém. Quanto maior o total de capital parado, mais a gestão de estoque deve buscar soluções para amenizar a situação.

A finalidade é manter um estoque de alta rotatividade, ou seja, com muitas saídas e pouca imobilização — mesmo que, para isso, seja preciso reduzir drasticamente a quantidade de produtos estocados. Neste artigo, vamos mostrar como otimizar o inventário de estoque na empresa. Confira!

Identifique o tipo de inventário de estoque que deseja realizar

O passo inicial é definir qual o tipo de inventário que prefere fazer: o rotativo ou o periódico. O primeiro é efetivado em períodos cíclicos, respeitando as demandas para satisfazer necessidades específicas (como, por exemplo, fazer a estocagem de mais de uma mercadoria). O inventário rotativo pode ser realizado todos os dias, todas as semanas ou a cada 15 dias.

A finalidade do inventário de estoque periódico é manter o sistema de informações atualizado. Também pode ser feito para elaborar os demonstrativos de finanças. Por isso, ele acontece com mais frequência ao final de um período fiscal.

O inventário mais adequado é aquele que satisfaz a dinâmica dos processos logísticos e o fluxo financeiro do negócio. Por tal motivo, é importante identificar o ideal antes de seguir os outros passos.

Escolha o momento ideal para efetivar o inventário de seu estoque

O dia para realizar o inventário de estoque não é um dia comum igual aos outros. Caso muitas entradas e saídas estejam acontecendo, o processo consome mais tempo do que deveria e fica passível de erros. O melhor dia para fazer inventário é o dia em que há menos movimento.

Os feriados, por exemplo, são uma boa opção de dia para inventariar o estoque. Destaca-se uma parte da equipe para efetuar o serviço. Como não há movimento de mercadorias, será bem mais fácil determinar com precisão os produtos disponíveis nas prateleiras.

Desenvolva um sistema para o inventário de estoque

É importante fazer um planejamento para o inventário. Deve-se, por exemplo, efetuar a categorização dos itens, descrevê-los e registrá-los da forma correta, pois assim os inventários futuros se tornarão muito mais simples.

Você deve desenvolver um sistema e documentar o processo. Posteriormente, se você mesmo não puder assumir tal tarefa, outros profissionais terão condições de efetuá-la. Além de definir bem a qual categoria pertence cada item, convém usar códigos de barras para sua identificação, confirmando sempre as unidades estocadas.

Organize corretamente os itens nos espaços do armazém

O inventário de estoque, para ser mais exato, precisa contar com a devida organização dos itens no armazém, galpão ou local que serve para estocá-los. A organização facilita o trabalho dos funcionários, permitindo que se encontre determinada mercadoria com mais rapidez.

A distribuição do estoque pelo espaço deve ser intuitiva:

  • identifique onde se encontra cada categoria de produtos;
  • numere ou nomeie cada prateleira;
  • separe as áreas do armazém em quadrantes ou setores;
  • cruze os dados de estoque com o local físico em que cada produto está.

Defina um método de contagem dos produtos e materiais

Para ter absoluta certeza de que o inventário foi exato, é necessário contar produto por produto. Mas, conforme o modelo de negócio, cada objeto tende a assumir significados próprios. Por exemplo, é mais viável cada unidade de material ou uma caixa contendo 12 ou 24 unidades dele? Deve-se optar pelo que for mais prático e, ao mesmo tempo, mais eficiente.

Caso não existam parâmetros eficazes, poderá ocorrer confusão ou aparecerão irregularidades numéricas. Por isso, ainda que adote a contagem por caixas contendo unidades, é fundamental ter certeza de que cada recipiente traz efetivamente o total estimado.

Use um software de gestão para otimizar o inventário de estoque

A automação de processos é importante, e um software de gestão, como ERP, torna os processos mais fáceis, economizando dinheiro, trabalho e tempo. Com o software, a empresa obtém resultados mais precisos sobre os itens que entram e saem do estoque.

Quanto mais exato você for em relação a todos os itens, melhor será seu inventário de estoque, favorecendo a tomada de decisões embasada em valores confiáveis. O software agiliza o processo e reduz consideravelmente a possibilidade de erros.

Empregue as plataformas elevatórias no inventário dos itens estocados

A plataforma de trabalho aérea (PTA) é muito útil para garantir mais eficiência e segurança nas atividades realizadas nas alturas. É uma máquina que torna bem mais fácil a reposição e a contagem dos itens localizados nos pontos mais altos do armazém.

Existem as plataformas do tipo tesoura e as articuladas. Enquanto as primeiras só possibilitam os trabalhos na vertical, elevando o profissional até uma determinada altura, as articuladas permitem o deslocamento nas posições vertical e horizontal.

Há plataformas a diesel e elétricas. Você deve escolher o modelo que melhor se ajusta às necessidades do seu armazém. A altura máxima que tais máquinas podem alcançar varia, é possível encontrar as que alcançam 8, 10, 12, 14, 15,16 e 21 metros de altura.

A plataforma articulada pode ser mais prática em determinadas situações, considerando que consegue movimentar o funcionário tanto no eixo vertical como no horizontal, sem que o carrinho-base precise sair do lugar. Assim, ela pode otimizar até deslocamentos perto do solo, ajudando a agilizar a conferência dos itens e tornando-a mais eficaz.

Mas tudo depende das necessidades do inventário de estoque. Tanto a tesoura quanto a articulada são boas opções para qualquer empresa, não importa o tamanho de seus galpões ou armazéns.

Neste artigo, mostramos como o inventário de estoque é uma ferramenta de gerenciamento valiosa para controlar o capital imobilizado. Para melhorar os resultados, você deve adotar práticas eficientes e boa tecnologia, como algum software e plataformas elevatórias, ou plataformas de trabalho aérea (PTAs).

O que achou de nossas dicas para deixar seu inventário mais preciso e confiável? Já dispõe de boa tecnologia? Já conta com processos automatizados eficientes? Aproveite para nos conhecer melhor! Trabalhamos com plataformas elevatórias. Para mais informações, entre em contato conosco!