Como fazer limpeza pós-obra?

  • Engenharia

Historicamente, a construção civil é reconhecida como um dos segmentos mais poluentes do mercado. Por isso, é essencial fazer um minucioso trabalho de eliminação de sujeiras, respingos, manchas de tinta e excessos de rejunte, entre outros resíduos resultantes de um projeto. Mas você sabe como fazer uma limpeza pós-obra?

Sabemos que esse é um dos momentos mais importantes de uma obra, mas nem sempre a limpeza é realizada da maneira adequada, seja por falta de conhecimentos sobre o tema, seja pela falsa ideia de economizar algum recurso financeiro.

Continue lendo este post e descubra como fazer a limpeza pós-obra!

Tenha um bom planejamento

O primeiro passo para efetuar a limpeza pós-obra começa com um bom planejamento. Afinal, essa tarefa é constituída de etapas e a preparação ajuda a conferir o andamento adequado, os recursos necessários, os principais equipamentos e assim por diante. Portanto, não corra o risco de fazer tudo de qualquer maneira e se arrepender depois.

Incentive os profissionais responsáveis por planejar, a refletir e especificar, por escrito, como será feito o gerenciamento e o transporte dos resíduos gerados. Considere de que modo a sujeira e os entulhos serão descartados. Além disso, será preciso alinhar a realização de lavagens e remoções periódicas, tirando as sujidades mais pesadas e descartando os maiores escombros.

Escolha os produtos adequados

Invariavelmente, a limpeza pós-obra envolve sujidades mais trabalhosas, de difícil remoção. Por isso, conte com produtos adequados, que possibilitem realizar essa atividade de maneira mais eficiente e ágil. Para escolhê-los, você precisa saber quais foram os materiais utilizados no projeto, informação que também deve constar no planejamento.

Enquanto alguns itens saem facilmente com um simples trabalho manual, outros demandam determinados solventes ou, até mesmo, equipamentos. Não se esqueça de que alguns pontos mais sensíveis podem ser danificados se forem tratados com o produto errado, sobretudo os acabamentos. O alumínio, por exemplo, não pode ser limpo com cloro.

Não se esqueça dos equipamentos

Fazer a limpeza pós-obra é algo que, eventualmente, pode demandar equipamentos. Dependendo da amplitude do projeto e dos materiais utilizados, você não consegue entregar um local limpo e adequado sem usar as técnicas certas e determinadas máquinas. Portanto, tenha isso planejado.

Tenha em mente que algumas manchas só são totalmente removidas por uma lavadora de alta pressão, por exemplo. Em outros casos, como sujidades em tetos ou fachadas altas, as escadas são as melhores aliadas. Por fim, os entulhos e resquícios mais pesados precisam ser devidamente acomodados e retirados por caçambas ou caminhões.

Use mão de obra especializada

Não adianta ter um tremendo planejamento, escolher os produtos adequados e contar com os melhores equipamentos se a sua equipe não souber como utilizar isso em prol da limpeza pós-obra, não é? Por isso, contar com mão de obra especializada é um dos melhores investimentos que podem ser feitos por quem atua no ramo da construção civil.

Os profissionais responsáveis por cada etapa devem conhecer os materiais, as técnicas e as máquinas disponíveis, sabendo operar tudo da melhor forma. Isso assegura a produtividade e a qualidade dos serviços prestados. Além disso, eles precisam ser estimulados para detectarem eventuais problemas, sobretudo aqueles ligados ao desempenho térmico e acústico.

Comece limpando a poeira

Já mostramos muitas dicas para o pós-obra. No entanto, como dissemos, limpezas periódicas precisam ser feitas, até mesmo para garantir a salubridade e as condições do ambiente. Mesmo depois, uma boa ideia é começar limpando a poeira, visto que as construções a produzem em grandes quantidades e esse é o resíduo mais fácil de remover.

Felizmente, não são necessárias muitas técnicas nem produtos para isso: basta esfregar uma solução de água e sabão em pó no chão e nas paredes. Um aspirador também pode ser bastante útil na tarefa, principalmente para pequenos cantos, mobílias e artigos com muitas reentrâncias. Apenas não se esqueça de proteger as instalações e os acabamentos.

Por outro lado, em obras de maior proporção, o controle da poeira — tanto no período produtivo quanto na limpeza — pode ser feito através do uso de um caminhão pipa.

Considere um caminhão basculante

Se você atua no ramo da construção civil, é bem provável que já tenha ouvido falar sobre o caminhão basculante, também conhecido como caminhão caçamba. Ele costuma ser bastante utilizado em obras, pois confere uma série de benefícios interessantes e contribui para que o andamento e a finalização do projeto consigam ser realizados nos prazos estipulados.

Com ele, é possível transportar uma imensa quantidade de entulhos em questão de minutos, principalmente nas fases de demolição, terraplanagem e acabamento. Pode ser uma boa opção para carregar itens pesados, como areia, brita e sacos de cimento. Dependendo do caso, pode ser interessante contar com uma pá carregadeira para depositar os materiais.

Um fator importante é que, atualmente, existem modelos de todos os portes, que podem se adequar às suas necessidades e demandas de resíduos. A carroceria do caminhão basculante é composta de uma estrutura metálica rígida, oferecendo o máximo de segurança e integridade para as cargas, além de praticidade e agilidade para todas as suas operações.

Realize a vistoria da obra no final

Por fim, pensando na garantia de uma boa prestação de serviços, você não pode deixar de conferir tudo no final. Lembre-se de que a limpeza feita durante e no pós-obra tem diversas funções, entre as quais está deixar tudo o mais visível e asseado possível para facilitar a etapa posterior de vistoria da obra.

Nesse momento, são checados todos os principais elementos construtivos, incluindo os acabamentos, as técnicas e os detalhes que foram firmados em contrato. É importante seguir as normas de padronização e segurança da construção civil, como as da ABNT, e contar com os serviços de um profissional qualificado para isso, habilitado pelo CREA.

Agora você já sabe como fazer uma limpeza pós-obra. Lembre-se de focar no alto padrão da mão de obra, máquinas e produtos. Caso você tenha recursos limitados, mas deseje contar com o máximo de qualidade, considere a opção de locação de equipamentos.

Gostou de aprender como fazer a limpeza pós-obra? Quer alugar equipamentos da mais alta qualidade para ajudá-lo nessa tarefa? Então, entre em contato conosco e conheça as nossas soluções!