Solo argiloso: quais suas características e riscos?

  • Engenharia

O solo argiloso é um tema amplamente discutido pelos produtores agrícolas, principalmente os agrônomos, por ser considerado um dos mais férteis à produtividade. Contudo, na mesma proporção, pode causar atolamentos de maquinários e ser um pesadelo para manejo e aração, além de ampla dificuldade para drenagem.

Portanto, conhecer bem suas características é um fator importante para refinar a busca por soluções e melhorar a tomada de decisões, seja no campo ou na construção civil.

Para isso, preparamos este conteúdo e explicamos quais os principais aspectos, bem como vantagens e desvantagens e de que modo você pode lidar com situações como a compactação por exemplo, fator muito comum com esse tipo de solo. Confira!


Aluguel de máquinas para o agronegócio!

Máquinas para plantio, colheita e transporte


Solo argiloso: quais suas principais características?

Para entender como este tipo de solo funciona, precisamos voltar ao início. É preciso saber que o material de origem é o que determinará se ele será arenoso ou argiloso, fértil ou pobre.

No solo argiloso, de forma geral, as rochas de origem no Brasil são o basalto (principalmente na região Sudeste e Sul) e o argilito, nas demais regiões do país. O solo arenoso, por sua vez, é composto de granitos, quartzo e, ao sofrer intemperismo, sobretudo em regiões quentes e secas, resulta em um tipo mais pobre, com pouca retenção de água e facilmente erosivo (granular e solto).

O argiloso é o oposto: apresenta alta plasticidade (capacidade de retenção de água), é mais fino e compacta com mais facilidade. É esse tipo de superfície que causa problemas de atolamentos, especialmente em dias chuvosos, para os operadores rurais que fazem uso de implementos pesados e de penetração rasteira.

Por outro lado, ele é interessante para a construção civil, pois a base para a edificação – ou seja, a fundação – fica melhor consolidada e o investimento nessa etapa, menor. Isso é diferente do que ocorre em terrenos arenosos, onde o custo se torna mais caro devido à adição de pedras, por exemplo, para consolidar uma fundação mais firme.

Como lidar com o solo argiloso?

Saber utilizar o maquinário ideal, bem como o manejo correto, promove melhor economia e fluidez em trabalhos neste terreno.

Veja quais são as principais questões desse tipo de solo e como resolvê-las agora.

Problemas com má drenagem

Essa é a principal dificuldade enfrentada, sobretudo por produtores agrícolas, pois interfere diretamente na produtividade das culturas. Isso porque atrasa a colheita, atola veículos, favorece surgimento de doenças como podridão das raízes e até perdas totais.

Nas áreas urbanas, regiões que apresentam tendência a formar “brejo” devem ser aterradas corretamente. As melhores soluções para resolver a má drenagem são:

  • verificar a origem da má drenagem do solo, como possível presença de lençol freático próximo à superfície, por exemplo;
  • construir canais de drenagem com o auxílio de escavadeiras e retroescavadeiras;
  • construir canteiros elevados para plantio;
  • elaborar sistema de curvas de nível, com uso de motoniveladoras;
  • para obras civis, utilizar a estratégia de drenagem de terreno (inclinação, calhas e bueiros).

Problemas com solo compactado

O solo argiloso, por contar com microporos e plasticidade, tem grande tendência a se compactar. São esses fatores os responsáveis por aquela famosa superfície que fica “rachada” quando seca. Tal questão se torna uma grande dificuldade especialmente aos produtores agrícolas que necessitam de boa aeração do solo para que as raízes das plantas possam se desenvolver.

Para resolver o problema, implemente maquinários pesados como tratores com grades e consulte um profissional especializado como um engenheiro agrônomo para que ele possa fazer o planejamento e avaliação do solo corretamente.

Já para o cenário de obras urbanas, a compactação é importante para melhorar a longevidade da construção e evitar a erosão, portanto, as medidas tomadas vão depender da necessidade do projeto.

Patinagem de maquinários

O termo patinagem se refere ao deslizamento entre a superfície da banda de rodagem e do solo. No tipo argiloso, ele pode se agravar em situações de falta de aderência ao solo. Com isso, o implemento agrícola faz mais esforço, gasta mais combustível e está mais suscetível a quebra.

Para resolver, é preciso fazer o cálculo da regulagem dos pneus, conforme o tipo de solo a ser trabalhado. Dessa forma, avalia-se melhores medidas como a utilização de modelos mais especializados, por exemplo.

Quais os principais cuidados com esse solo?

No setor do agronegócio, em que para ter mais produtividade é preciso se atentar aos mínimos detalhes, é indispensável redobrar os cuidados para que haja retorno nas colheitas. Entre tais medidas podemos citar:

  • avaliação da acidez e toxicidade: esses são um dos principais problemas do solo argiloso. Além da má drenagem, é possível haver problemas com toxidez causada pelo alumínio, um mineral bastante nocivo ao desenvolvimento de culturas. Para resolver, são realizadas a análise de solo e a calagem;
  • melhorar a sua estrutura: uma das principais soluções para arejar o solo, além da gradagem, é a adição de matéria orgânica incorporada. Ainda, o cálcio (nutriente que também vem junto à calagem) contribui para a melhor estruturação e equilibra pontos de drenagem;
  • preparação do solo: ele deve estar 70% úmido e, junto à aração, deve-se utilizar o escarificador e subsolador.

Saber operar os equipamentos corretamente é de extrema importância sobre o solo argiloso. Isso porque, além de favorecer a eficiência dos trabalhos executados, promove a economia e a segurança como um todo.

Quais os principais maquinários para tais situações?

Para lidar com esse tipo de solo, a correta escolha de máquinas e implementos fará toda a diferença. De forma geral, os principais que devem ser utilizados são:

  • para evitar problemas com compactação, implemente tratores de esteiras, principalmente em solos úmidos;
  • com o objetivo de trabalhar a aeração do solo, empregue tratores de rodas com grades;
  • para acelerar o escoamento de água em construção civil, aplique bombas de drenagem.

Entender as principais características e o manejo adequado do solo argiloso permite utilizar os implementos corretamente, além de trazer mais rendimento nas atividades. Afinal, é um terreno desafiador, e o diferencial é ter conhecimento técnico para lidar com seus problemas.

O conteúdo foi útil para tirar as suas dúvidas sobre o manejo desse tipo de solo? Então, sugerimos outra leitura acerca da degradação do solo, as suas causas e alternativas de combate.