Komatsu PC200-8, John Deere 210G e Caterpillar 320: qual o melhor modelo?

  • Escavadeiras

Afinal de contas, qual a melhor escavadeira para o ambiente de trabalho? Essa é uma curiosidade comum entre os nossos leitores, que são profissionais dos mais variados segmentos da economia nacional, em operações da construção civil, agricultura, mineração etc.

Portanto, aproveitamos o momento para resolver o dilema, apresentando um comparativo das três principais referências do mercado: Komatsu PC200-8, John Deere 210G e Caterpillar 320. Como perceberá durante a leitura, esse trio é mais do que suficiente para encarar as suas demandas. A seguir, entenda os motivos!

Escavadeiras: os diferentes tipos e funcionalidades para o seu projeto

As escavadeiras são máquinas de poder bruto, que empregam força mecânica para deslocar grandes quantidades de materiais, oferecendo mobilidade e vazão para o seu campo de trabalho. Por esse motivo, desempenham papel fundamental em várias tarefas relacionadas à infraestrutura e terraplanagem, tais como:

  • carregamento de caçambas;
  • remoção de entulhos;
  • pavimentação;
  • deslocamento;
  • desobstrução;
  • saneamento;
  • escavação;
  • drenagem.

Considerando tamanho conjunto de habilidades, as escavadeiras consistem em equipamentos essenciais em inúmeros setores da produção. São utilizadas por prefeituras durante construções e manutenções de utilidades públicas, e o mesmo vale para operações agrícolas, mineradoras e industriais.

Da cidade ao campo, das minas às dunas, as escavadeiras são máquinas que comprovam sua funcionalidade, agilizando operações. Mas assim como qualquer outro equipamento desenvolvido para o ambiente de trabalho, elas existem nos mais diversos tipos, tamanhos, potências e finalidades.

Ao longo do texto falaremos de três modelos referenciais na categoria que ocupam – escavadeiras entre 20 e 22 toneladas de peso operacional: Komatsu, John Deere e Caterpillar, marcas de destaque no mercado nacional e internacional.

Komatsu PC200-8, John Deere 210G e Caterpillar 320: as referências do mercado

Primeiro, é importante destacar que essa disputa não tem um vencedor claro. Em nossa longa experiência de mercado, lidamos com as máquinas que representam o suprassumo da engenharia mecânica desenvolvida para o ambiente de trabalho.

Nesse cenário, tanto Komatsu como John Deere e Caterpillar aplicam décadas de desenvolvimento tecnológico e industrial em seus equipamentos, criando máquinas fortes, ágeis e duráveis. Na realidade, o segmento apresenta uma qualidade técnica tão alta que qualquer desempate é resumido a meros detalhes.

No fim das contas, apenas você pode identificar a melhor máquina para a sua operação. Em geral, coloque na balança fatores externos ao equipamento em si, como as especificações do perímetro de trabalho, que orientam o tipo de escavadeira adequada para a sua locação. Agora vamos às características de cada modelo!

Especificações técnicas da Komatsu PC200-8

Às vésperas de se tornar centenária, a Komatsu é uma indústria japonesa fundada em 1921. Atualmente, fabrica equipamentos para o segmento produtivo, como a PC200-8, escavadeira voltada às operações da construção civil, mas versátil o bastante para ser usada em outros setores. Veja suas especificações:

  • motorização de 148 HP de potência líquida máxima;
  • profundidade máxima de escavação de 5,38 m;
  • altura máxima de descarga de 6,63 m;
  • alcance máximo da lança de 8,66 m;
  • capacidade da caçamba de 1,2 m³;
  • peso operacional de 21.030 kg.

Especificações técnicas da John Deere 210G

Com mais de 180 anos de operação, a John Deere é uma das indústrias mais lendárias e respeitadas da engenharia moderna, responsável pela criação de máquinas e soluções de destaque na agricultura, construção civil e afins. A 210G consiste em uma representação técnica dessa excelência:

  • motorização de 159 HP de potência líquida máxima;
  • profundidade máxima de escavação de 6,68 m;
  • altura máxima de descarga de 10,04 m;
  • alcance máximo da lança de 9,75 m;
  • capacidade da caçamba de 1,2 m³;
  • peso operacional de 21.624 kg.

Especificações técnicas da Caterpillar 320

Por fim, destacamos a 320, fabricada pela também renomada e americana Caterpillar. Assim como a PC200-8 e a 210G, a CAT 320 é reconhecida no segmento pela boa eficiência energética, conciliando baixo consumo, robustez e produtividade. Veja seus detalhes:

  • motorização de 157 HP de potência líquida máxima;
  • profundidade máxima de escavação de 6,72 m;
  • altura máxima de descarga de 9,37 m;
  • alcance máximo da lança de 8,85 m;
  • capacidade da caçamba de 1,19 m³;
  • peso operacional de 22.000 kg.

Comparação entre os modelos

Os três modelos ocupam a preferência do mercado brasileiro. Afinal, entregam competência no que se propõem a fazer, aparecendo como excelentes escolhas no segmento entre as 20 e 22 toneladas de peso operacional.

Mas como se sabe, o sucesso de muitas operações está no respeito aos detalhes. Por isso, trouxemos um comparativo direto das especificações acima, para que você consiga visualizar os destaques individuais de cada modelo.

Note que os valores correspondem à Komatsu PC200-8, John Deere 210G e Caterpillar 320, sempre seguindo essa ordem. Veja:

  • profundidade máxima de escavação — 5,38 m x 6,68 m x 6,72 m;
  • capacidade máxima da caçamba — 1,20 m³ x 1,20 m³ x 1,19 m³;
  • altura máxima de descarga — 6,63 m x 10,04 m x 9,37 m;
  • alcance máximo da lança — 8,66 m x 9,75 m x 8,85 m;
  • potência máxima — 148 HP x 159 HP x 157 HP.

As diferenças são razoáveis, certo? Em termos gerais, a John Deere 210G ganha destaque no comparativo, entregando a maior profundidade de escavação (6,68 m), capacidade de caçamba (1,20 m³), alcance de lance (9,75 m) e potência operacional, com motorização de 159 HP.

No entanto, tanto a PC200-8 como a 320 seguem a líder de perto, com distinções de alguns centímetros e, no caso da motorização, alguns HPs. O único destaque real está na altura máxima de descarga, em que a John Deere 210G se mostra funcional até 10,04 metros, contra 9,27 m da CAT e 6,63 m da Komatsu.

Nesse sentido, a depender da sua operação, trata-se de um critério que pode ser fundamental na escolha, principalmente ao decidir entre a PC200-8 e a 210G, pois há uma diferença de 3,41 metros nas capacidades máximas.

Mas para além disso, dá para resumir tudo a um empate técnico de qualidades e competências semelhantes. Tanto Komatsu quanto John Deere e Caterpillar oferecem os mesmos dispositivos e soluções de tecnologia e segurança embarcada.

Como exemplo, vale destacar que os três modelos são elaborados com os sistemas ROPS e FOPS que, respectivamente, consistem em estruturas de proteção contra capotamento e queda de objetos. Isso significa conforto e tranquilidade para que o seu operador trabalhe em paz, com máxima concentração e produtividade.

No fim das contas, o que importa é identificar e selecionar o modelo mais compatível com a realidade da sua operação, considerando especificações, dimensões e proposta de uso da máquina desejada. Um fato: Komatsu PC200-8, John Deere 210G e Caterpillar 320 representam ótimas alternativas.

Se o texto foi útil para você, não perca tempo e descubra como a Armac pode ajudar na sua decisão: aproveite a visita ao blog e entre em contato conosco!