Moenda de cana: qual seu papel no setor sucroalcooleiro?

  • Usinas

A cana-de-açúcar é um dos insumos utilizados para a produção de combustíveis sem a necessidade de utilizar materiais de origem fóssil. Sua moedura também resulta no caldo de cana, produto este muito comercializado. Atualmente, a moenda de cana é muito aplicada nas indústrias sucroenergéticas no Brasil, gerando rentabilidade para vários outros segmentos no mercado competitivo.

Mas você sabe o que é uma moenda de cana? Neste artigo vamos falar sobre o seu papel para a produção de biocombustíveis e sobre a importância do setor sucroalcooleiro para as usinas. Confira!


Equipamentos para usinas de etanol e açúcar

Plantio, movimentação e alimentação de caldeiras


O que é uma moenda de cana?

A moenda é um equipamento usado pelas usinas para esmagar a cana e fazer a extração do seu caldo. Trata-se de um equipamento de baixa velocidade e alta pressão que resulta na separação do bagaço e do caldo. Após este processo de moagem o produto é peneirado e fornecido aos mercados de açúcar ou de produção de álcool, que irão produzir e comercializar derivados da matéria-prima.

E como consegue desempenhar todo esse processamento? A moenda é um equipamento próprio para triturar, composto por rolos. A máquina possui uma espécie de esmagador, responsável por obter o caldo. A seguir você vai saber como funciona uma moenda de cana.

Como funciona uma moenda de cana-de-açúcar?

No processo de moenda de cana, a extração do caldo acontece com a inserção da cana entre dois rolos compressores, que aplicam uma determinada pressão sobre a cana, gerando o caldo e produzindo o bagaço, que é muito utilizado para a produção de combustíveis e para a geração de energia elétrica.

O equipamento é composto por um número entre quatro e sete ternos que são responsáveis por cada etapa da moedura. Em algumas etapas do processo é necessário injetar água na cana por meio da embebição.

Geralmente, o caldo obtido pelo primeiro terno é enviado para as fábricas de açúcar devido a sua essência mais pura e o restante são enviados para as destilarias. E como o processo todo acontece até chegar às fábricas ou refinarias? A seguir, você vai conhecer as etapas da extração e compreender melhor o processamento dos materiais.

Estocagem do bagaço

É constituído de fibras, água e sólidos dissolvidos e, após a extração do caldo, parte do bagaço é enviado para as caldeiras a vapor (gerando energia) e o restante é enviado para a estocagem.

Tratamento do caldo

O caldo, por sua vez, ao ser extraído é composto de vários resíduos e impurezas que precisam ser retirados antes da sua utilização. Para isso, o caldo de cana passa por fases de tratamento para a obtenção de um produto de maior qualidade.

Qual a importância das moendas para as usinas sucroalcooleiras?

A moenda de cana, além de gerar um produto de maior qualidade, contribui com as ações de sustentabilidade que estão se ampliando e se estabelecendo no mercado globalizado. Com a moenda de cana é possível concluir as seguintes etapas de produção:

  • receber, preparar a cana e moer;
  • peneirar e fazer o tratamento do caldo;
  • gerar matéria-prima para as fábricas de açúcar;
  • contribuir com a produção do etanol.

Para que os processos de moagem gerem produtos de qualidade é preciso que o maquinário apresente eficiência em todas as etapas da produção sucroalcooleiras. Para que a moenda realize uma boa extração é necessário preparar a cana antes de enviá-las aos ternos.

Essa preparação é importante para abrir a fibra em partes permitindo uma melhor extração do caldo. Esse sistema de preparo consiste em sistemas:

  • picador – corta a cana em pedaços menores para facilitar o processo de extração;
  • tambor nivelador – após o picador, a cana passa por um processo de nivelação para ficar uniforme e para gerar maior densidade na cana;
  • desfibrador – é o processo que faz a retirada das fibras ou reduz a quantidade de fibras da cana, facilitando a retirada do caldo da cana;
  • espalhador – nessa etapa a cana é espalhada após passar pelo desfibrador.

Esses equipamentos utilizados para fazer o preparo da cana permitem uma extração do caldo por esmagamento, por meio de uma produção mais eficiente e de maior qualidade.

Quais aspectos priorizar na manutenção de moendas de cana?

A moenda de cana exige muito dos equipamentos utilizados e, portanto, precisa de manutenção constante para aumentar a durabilidade do equipamento. Tal cuidado é muito importante, pois as peças desses maquinários representam um dos custos mais altos do setor.

Com a manutenção adequada, os custos são reduzidos, permitindo uma produção contínua e equipamentos funcionando com excelência. O processo de manutenção de um equipamento é fundamental por garantir a confiabilidade e a disponibilidade das atividades das usinas sucroalcooleiras.

Processos de manutenção são estabelecidos pelas seguintes atividades:

  • um sistema de gestão que realize a inspeção, manutenção preventiva e preditiva;
  • uso de tecnologias inovadoras para os processos de inspeção e manutenção preditiva;
  • profissionais capacitados para realizar a manutenção dos equipamentos de forma adequada;
  • realização da documentação técnica da manutenção;
  • estabelecimento de um controle e um programa de análise de falhas.

A seguir, você vai conhecer os principais tipos de manutenção de uma moenda de cana.

Preventiva

Esse tipo de manutenção é realizado para reduzir as possibilidades de parada da máquina. É feita por períodos programados, utilizando um plano de rotas capazes de indicar as melhores intervenções a serem realizadas para um bom funcionamento do equipamento.

Manutenção preditiva

Possui o mesmo objetivo da manutenção preventiva. No entanto, a sua realização é feita de forma diferente, por meio de técnicas de monitoramento como termógrafa, análise de vibrações, análise de lubrificantes etc.

Manutenção corretiva

Esse tipo de manutenção não é muito desejado pelos produtores, pois precisa que todos os equipamentos parem para que as correções possam ser feitas. Esse tipo de manutenção interfere diretamente nos rendimentos da produtividade.

A moenda de cana é uma máquina volumétrica e, conforme já foi mencionado, necessita de manutenções periódicas para garantir o seu máximo de rendimento. O seu papel no setor sucroalcooleiro é de extrema importância para produções utilizadas no nosso dia a dia e que, atualmente, estão ganhando espaço por agregarem valor como recurso sustentável.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de conferir o nosso guia completo para fazer a manutenção preditiva industrial e conhecer mais sobre as formas de prevenir o seu negócio.