4 dicas de como planejar as compras de insumos agrícolas

  • Agronegócio

Gerenciar uma operação do agronegócio demanda muita atenção, planejamento e tecnologia. Com isso em mente, elaboramos este texto sobre uma das etapas mais importantes no segmento. Afinal de contas, você conhece as melhores dicas para planejar a compra de insumos? Caso não, sem problemas.

O nosso objetivo é apresentar essas práticas à sua atenção, efetivamente, aumentando o padrão de qualidade e resultado da sua gestão. Para isso, reunimos e respondemos as principais dúvidas no tema. Aqui, você entenderá a importância do planejamento e as melhores dicas para a sua tomada de decisão. Acompanhe!


Aluguel de máquinas para o agronegócio!

Máquinas para plantio, colheita e transporte


A importância do planejamento para a compra de insumos

Seja no campo ou na cidade, todo empreendimento exige um controle financeiro para que se alcancem bons resultados. Com a gestão agrícola, isso não seria diferente. Da forma como percebemos, o planejamento é a base fundamental da compra de insumos, pois apenas assim é possível otimizar tempo e reduzir desperdícios.

Com o planejamento, a gestão consegue observar a curva de durabilidade e consumo dos insumos utilizados durante a operação. Com esse conhecimento em mãos, é possível determinar os melhores períodos para a aquisição e reposição de estoque, garantindo o máximo aproveitamento de tudo que foi comprado.

Além disso, o planejamento também ajuda a gestão a entrar em contato com as tecnicalidades logísticas de cada fornecedor. Assim, é possível elaborar um plano de aquisição voltado para cada marca, reconhecendo os diferentes tempos de entrega e disponibilidade para a prestação de serviços.

E esse é um detalhe muito importante. Afinal, as produções do campo lidam com uma série de insumos diferenciados, como combustíveis, sementes, fertilizantes e afins. É o planejamento de compras que permite elaborar um calendário preciso, indicando datas e quantidades para compra a cada contato.

No fim das contas, a maior motivação para se planejar é a razão econômica. Sem o planejamento, as compras são feitas às pressas, sempre que há escassez de algum item. Mas a esse ponto, significa que alguma etapa da produção já está sofrendo com a ausência desse insumo, o que reduz a produtividade.

Com o planejamento, a gestão ganha o benefício da antecipação, e assim, evita ser surpreendida pela escassez de itens fundamentais ao cotidiano de sua produção. Além disso, planejar resulta em compras mais precisas, com menor probabilidade de desperdício por uma compra excessiva.

As 4 melhores dicas para planejar a compra de insumos

A melhor forma de alcançar um padrão de qualidade, tanto na excelência do seu produto como na precisão das suas compras, é combinar observação e consistência. A observação estimula a análise do passado para antecipar demandas futuras.

Já a consistência é a repetição estratégica de modelos que deram certo, com pequenos ajustes que melhoram, gradativamente, a precisão dos resultados. Abaixo, listamos quatro dicas que corroboram essa forma de elaborar o seu planejamento. Dê uma olhada!

1. Estude o levantamento das safras anteriores

Caso a sua produção já tenha alguns anos, basta observar os resultados e consumos dos anos anteriores. Assim, é possível analisar as falhas da gestão nesse período, identificando momentos em que a escassez ou o excesso resultaram em prejuízos como a falta de produtividade ou o desperdício, respectivamente.

Mas claro, essa é uma dica que depende da qualidade e disponibilidade desses dados para a consulta. Se você não contar com um registro operacional detalhado desses períodos, não será possível utilizar esses dados como referência para o seu planejamento de compra e gerenciamento de riscos.

2. Analise os preços

Os preços nunca devem ser o único critério no seu processo de escolha, mas é inegável como eles são importantes para a sua tomada de decisão. Na realidade, o objetivo da pesquisa de preços, ou seja, o relacionamento com diversos fornecedores, é justamente empoderar o seu potencial de negociação.

Por isso, é muito importante evitar o aparelhamento com apenas um grupo limitado de fornecedores. É claro que existem marcas e representantes comerciais que se destacam, justamente pelo preço, pela qualidade do produto, do atendimento e por aí adiante, ocasionando a fidelização.

No entanto, é fundamental que você se mantenha conectado ao mercado, acessando novas oportunidades de negócio de diferentes marcas e sempre trazendo essas oportunidades aos seus fornecedores principais, estimulando a competitividade para quem deseja garantir o seu negócio.

3. Estude as diferentes formas de aquisição

Um dos pontos mais importantes no planejamento de compras são as formas de pagamento. Muitas vezes, o produtor ainda não está com caixa disponível para a aquisição. Por isso, é importante avaliar as novidades nos sistemas de financiamento da sua produção. A modalidade barter, por exemplo, permite ao produtor utilizar a estimativa de produtividade futura como garantia de pagamento em uma aquisição.

4. Adote a antecipação

Afinal de contas, quem está mais propenso a realizar um bom negócio? O produtor rural que antecipa suas compras e não tem nenhuma urgência na compra do insumo, ou aquele que está indo ao mercado porque a escassez está batendo a porta, e está prestes a perder produtividade na falta do item?

O primeiro produtor, é claro. Por isso, adote a antecipação. As compras assim garantem “margem de manobra”, pois você tem mais disposição para negociar preços e condições que atendam às suas necessidades. Em contrapartida, quando a sua necessidade é uma urgência, é o fornecedor que tem o controle da situação.

A locação como estratégia de boa gestão

Por último, mas também importante, vale a pena conhecer os benefícios da terceirização. Da forma como percebemos, o aluguel de equipamentos é uma das formas mais práticas e inteligentes financeiramente para a preservação de caixa na sua operação. Dizemos isso porque máquinas agrícolas são equipamentos caros e exigentes em cuidados e manutenção.

Por conta disso, quando se opta pela locação, você opta pela preservação do seu fluxo de caixa para destinar a partes importantes a sustentabilidade da sua operação, como o investimento em tecnologia aplicada, mão de obra, compra de insumos e qualificação. Além disso, a locação te dá acesso a máquinas de última geração no mercado, sem que você precise renovar a frota a cada dois anos.

Agora que você sabe a importância do planejamento para a compra de insumos na sua gestão, aproveite para seguir aprendendo no tema. Para isso, confira nosso texto especial sobre a escolha dos melhores equipamentos agrícolas para a sua operação!