Os tipos existentes de escavação

  • Engenharia

A escavação é uma das mais relevantes operações na construção civil. Ela é fundamental para sustentar e conferir mais segurança à estrutura que será levantada.

Na hora de escavar, é preciso considerar os materiais e o solo, como serão feitos a carga e o transporte dos resíduos, quais máquinas serão usadas e também qual é o nível de dificuldade da operação e o tempo para o recebimento e uso dos materiais.

Ficou interessado? Então continue a leitura para se aprofundar!

O que é escavação?

Escavação é o ato de fazer furos e valas no terreno, servindo para a fundação que será colocada na abertura. Entre o maquinário que pode ser usado para esse processo, vale apontar que a miniescavadeira, a retroescavadeira ou as escavadeiras cumprem todas as propostas de escavação em muito pouco tempo, com mais segurança e pouco custo.

O projeto de escavação deve ser estudado para a definição da largura e do tamanho das valas. Se não for feito esse estudo, a fundação não terá sustento, sendo necessário realizar, futuramente, alguma reforma e uma nova escavação.

Depois do estudo, o profissional faz linhas de marcação que correspondem aos locais em que a escavação será feita.

Quais são os tipos de escavação existentes?

Os três tipos de escavação são:

1. Material de primeira categoria

Envolve os solos em geral, residuais ou sedimentares, seixos rolados ou não, cujo diâmetro máximo ou inferior a 0,15 m, não importando o teor de umidade do solo.

Assim, temos:

  • escavação de primeira categoria: escavação simples;
  • material: solo.

2. Material de segunda categoria

Envolve os solos sedimentares no processo de transformação em rocha e rochas em avançado processo de deterioração. Também oferece menor resistência à quebra que a rocha não modificada.

Fazem parte dessa categoria os blocos rochosos com volume abaixo de 2 metros cúbicos e os matacões ou pedras cujo diâmetro fica, aproximadamente, entre 0,15 metro e 1 metro.

Temos, desse modo:

  • escavação de segunda categoria: escarificação;
  • material: solo resistente.

3. Material de terceira categoria

Envolve os materiais que apresentam resistência ao desmonte mecânico semelhante à resistência da rocha não modificada e também envolve os blocos de rochas cujo diâmetro médio é maior que um metro ou com volume igual ou acima de dois metros cúbicos.

Assim, temos:

  • escavação de terceira categoria: desmonte com explosivo;
  • material: rocha.

Considerações sobre os tipos de escavação

O material da escarificação é o mais difícil de classificar por ser intermediário. Por isso, ele pode causar divergências entre o contratante e a empresa prestadora de serviços.

Também devemos considerar que o uso de explosivos nem sempre representa materiais de terceira categoria. Para isso, deve haver a utilização constante de explosivos. Para classificar rochedos e matacões na primeira ou na segunda categoria, é necessário aferir as dimensões.

Ainda que haja a classificação dos materiais de escavação, podem aparecer duas ou três categorias em um mesmo corte, o que vai levar a dúvidas sobre os valores da contratação. Quanto maior e mais complexo o trabalho, mais alto será o preço cobrado pelo prestador de serviços.

Uma forma de tirar dúvidas relacionadas à escavação com a finalidade de classificar na primeira, segunda e terceira categorias é fotografando a obra.

Fotografias de valas e cortes verticais contribuem para a definição de fatores de separação e tornam mais fácil classificar e medir os materiais.

Quais são os equipamentos que podem ajudar na escavação?

Vejamos agora os diferentes equipamentos usados nos diversos tipos de escavação. No Brasil, os mais comuns são os tratores de esteira ou pás carregadeiras.

Vamos conferir as principais máquinas a seguir!

Retroescavadeira

A retroescavadeira é uma das máquinas mais usadas em obras pesadas. Sua finalidade é escavar valas e redes, fazer o transporte dos materiais e carregar caminhões.

Trator de esteira

Como o nome deixa claro, se trata de um trator que se desloca por meio de esteiras, ativadas por um sistema mecânico de transmissão. Ele é muito útil em regiões de difícil acesso, atividades pesadas, principalmente em terraplanagens e escavações, contribuindo também para o reboque de máquinas.

Escavadeira

A função da escavadeira é trabalhar no aterro e desaterro, na conformação de taludes, no carregamento de caminhões, na escavação de redes de diâmetro maior que DN800.

Trata-se de um equipamento que oferece alta produtividade. Sua manutenção deve ser feita apenas por especialistas por causa dos componentes eletrônicos.

Pá Carregadeira

A carregadeira é uma máquina versátil, usada desde atividades mineradoras até o carregamento de navios. Serve para carregamento de caminhões, carregamento, escavação, terraplanagem.

Minicarregadeira

A minicarregadeira é uma carregadeira de menores dimensões. Ela é muito usada em projetos de construção e pavimentação. Pode receber diferentes implementos, como rompedor hidráulico, vassoura, garfo pallet, perfuratriz ou fresadora. É uma máquina muito útil no transporte de agregados e materiais.

Miniescavadeira

A miniescavadeira é valiosa para trabalhar em espaços pequenos. Destaca-se por sua elevada produtividade e agilidade.

O raio de giro é zero, ela é uma máquina pesada ideal para realizar operações onde as escavadeiras ou retroescavadeiras não conseguem um bom desempenho.

Qual é a diferença entre escavação e terraplanagem?

Na verdade, a escavação é uma prática usada na terraplanagem (ou terraplenagem) com a finalidade de ajustar o terreno original a um determinado projeto.

Terraplanagem

Como a palavra diz, é um trabalho que procura deixar o terreno plano. Consiste em encher de terra as lacunas em um terreno até deixá-lo nivelado. É uma prática usada especialmente em terrenos irregulares, em declive, que podem causar problemas no momento de construir alguma edificação.

A terraplanagem ainda faz a limpeza do local, removendo vegetação, pedras, restos de árvores e possíveis detritos que podem atrapalhar a execução da obra.

Escavação

A escavação significa a remoção de quantidades de terra de um lugar específico, causando alterações no estado original do local. Assim, é possível ajustar o nível do terreno ao projeto.

A escavação com remoção de terra remove a terra e faz o transporte dela, por caminhões basculantes, para locais específicos (aterros ou bota-foras).

A escavação sem remoção de terra consiste na escavação onde o terreno está acima das cotas do projeto. A terra excedente é usada para completar o nível do terreno que está abaixo das cotas do projeto (trata-se do corte e compensação).

Vimos, portanto, neste post, que a escavação é uma operação fundamental para garantir a estrutura da construção. Conferimos, ainda, os três tipos de escavação: Primeira Categoria (Escavação Simples), Segunda Categoria (Escarificação) e Terceira Categoria (Desmonte Explosivo).

Já conta com as máquinas necessárias para fazer escavações? A Armac Locação oferece máquinas pesadas de boa qualidade para variadas operações. Venha conferir nossas publicações nas redes sociais e visualizar imagens e vídeos de nossos equipamentos! Siga a gente no Facebook, no Youtube, no LinkedIn e no Instagram.

Você pode aproveitar também e visitar a nossa página de produtos, com o portfólio de todo o nosso maquinário.