O que é INCC?

  • Gestão

Indicadores são muito importantes para diversos segmentos da economia e para a sociedade como um todo, uma vez que ajudam a evitar distorções e contribuem para tomadas de decisões mais acertadas por parte de governos, cidadãos e empresas. Pensando nisso, preparamos este artigo mostrando o que é INCC – Índice Nacional de Custo da Construção e quais são os seus impactos.

Esse índice, tem muitos objetivos no ramo, entre os quais o mais conhecido é analisar e esclarecer o desempenho dos gastos das edificações habitacionais, influenciando o valor das parcelas de financiamentos.

O que é INCC?

As primeiras menções ao INCC remontam ao século passado, nos anos 1950, com abrangência apenas na cidade do Rio de Janeiro. Ele surgiu como uma evolução de outra métrica, o ICC, que era o Índice de Custo da Construção.

No entanto, a partir das décadas subsequentes, o IBRE, que é o Instituto Brasileiro de Economia, passou a levantar os valores referentes a outros municípios do país, incluindo gastos com tecnologia e serviços mais atuais. Finalmente, em 1985, o ICC foi substituído pelo INCC, que passou a englobar novos itens e cidades em seu cálculo.

Com o passar do tempo, a sua avaliação foi sendo aprimorada, mas a principal função permaneceu, que é a de medir os custos e as variações no ramo da construção civil. Atualmente, ele é considerado o principal indicador do setor, sendo aferido e divulgado publicamente todos os meses pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Essa métrica é obtida por meio da constatação das mudanças de preços de insumos e materiais que são empregados nas habitações financiadas para que seja feito o adequado reajuste dos contratos de projetos em vigência. Uma vez estipulado, o INCC torna-se um dos três componentes do Índice Geral de Preços (IGP), equivalendo a 10% da sua composição.

Como é a composição do INCC?

Como mostramos, o Índice Nacional de Custo de Construção é composto por uma série de valores e variações dos insumos relativos ao segmento. Mais precisamente, trata-se da média aritmética ponderada de dados coletados em sete grandes capitais brasileiras, que são: Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, São Paulo, Salvador e Recife.

Além disso, quatro fatores são considerados — materiais, serviços, equipamentos e mão de obra, sendo que os materiais se dividem em estruturais, instalações e acabamentos. Para isso, a Fundação Getúlio Vargas toma como base a utilização de diversos orçamentos analíticos das empresas de engenharia civil.

Vale ressaltar que a FGV usa um sistema de pontuações, que leva em consideração as modificações de custos entre as cidades e os tamanhos do mercado de edificações habitacionais em cada uma delas. Isso é convertido em percentual, de maneira que a soma de todos os sete resulte em cem.

Quais são as vantagens do uso do INCC pelas construtoras?

Independentemente do seu segmento de mercado, a sobrevivência de qualquer empresa passa pelo aspecto financeiro. Afinal, não dá para deixar de pagar os funcionários, os fornecedores, os impostos e as contas no fim do mês, não é? Por isso, o manejo responsável do caixa é fundamental para gestores e empresários.

Sendo assim, as construtoras devem saber como lidar com os seus orçamentos em obras, gastos e receitas. O INCC pode ser extremamente útil para isso. Ele ajuda a calcular de forma adequada a cobrança das parcelas dos empreendimentos, mantendo o poder de compra em relação ao que foi previamente acordado com os clientes.

Isso ocorre porque o Índice Nacional de Custo de Construção protege os valores dos financiamentos de unidades na planta, que são compradas diretamente com a construtora, evitando que a inflação de preços de insumos acabe por inviabilizar a realização do projeto por uma eventual defasagem ou descapitalização.

Um ponto que merece ser ressaltado é que, ao contrário do que algumas pessoas pensam, o INCC não incide apenas nas prestações comuns pagas todos os meses, mas também em intermediárias, balões e chaves. Porém, como o ajuste é feito com base no índice de dois meses anteriores, seus efeitos só são observados dois meses depois.

Qual é a verdadeira influência do INCC nas prestações?

Antes de mais nada, é preciso compreender que, quando se decide financiar um imóvel na planta, você está comprando não só a unidade, mas também a construção do empreendimento como um todo. A obra precisa de insumos, mão de obra, produtos, serviços, equipamentos e muito mais.

Tudo isso está sujeito a mudanças nos custos e o Índice Nacional de Custo de Construção é empregado para que sejam feitos os devidos reajustes do saldo devedor no decorrer de cada fase. O fato é que, até por causa do longo período de execução, a necessidade de um complemento é comum para que tudo possa ser finalizado.

O que mais devemos saber sobre o INCC?

É imprescindível saber que o reajuste por meio do INCC é feito de acordo com o saldo devedor e não sobre o total da unidade, seja ela uma casa ou um apartamento. Em caso de qualquer dúvida, é possível observar a divulgação mensal do indicador pela Fundação Getúlio Vargas e entender como ele está influenciando o contrato em questão.

Agora que você já sabe o que é INCC, ficou um pouco mais fácil entender como as prestações dos financiamentos são alteradas ao longo do contrato de modo a garantir a viabilidade dos empreendimentos e a saúde financeira das construtoras.

Gostou de aprender o que é INCC? É do setor da construção civil e quer locar equipamentos de alta qualidade, com a empresa com a maior credibilidade do segmento? Então, entre em contato conosco!