Produtividade industrial: 5 dicas aprimorar seus processos

  • Gestão

A melhoria dos processos, o treinamento dos colaboradores, o desenvolvimento de um ambiente de trabalho saudável e a frequência das manutenções de máquinas são apenas alguns dos processos necessários para a produtividade industrial.

Manter a indústria produtiva gera impactos positivos diretos na redução de custos e minimização de problemas e gargalos — o que, por consequência, impacta os lucros da organização e a viabilidade da empresa em si.

Para que uma companhia do setor industrial gere lucros, não importa qual seja o seu segmento de atuação ou porte, é preciso que ela otimize o uso de seus recursos da maneira mais inteligente possível. Por isso, preparamos este artigo para que você confira 5 principais dicas sobre como aprimorar os processos para garantir a produtividade industrial. Confira agora!


Locação de Equipamentos – Alugue Online

O equipamento ideal para o seu projeto aqui


1. Reduza a ociosidade

Quando o assunto é aumentar a produtividade industrial, primeiramente, é preciso eliminar todos os fatores que impedem esse objetivo de ser alcançado. Entre eles, um dos mais relevantes é o uso indevido do tempo de trabalho.

A equipe de gestão deve ter em mente que, ao contratarem um profissional, eles o estão remunerando para que dedique parte de seu tempo ao cumprimento de uma série de atividades previamente estabelecidas. Assim sendo, quando o colaborador usa seu tempo de maneira ineficiente, é a companhia que está desperdiçando recursos financeiros.

Para driblar esse tipo de adversidade, os gestores podem acompanhar o modo como a equipe de profissionais gerencia o uso do tempo durante o expediente operacional. Existem ferramentas tecnológicas, como um software de gestão, que oferecem funcionalidades para analisar os dados de maneira apurada, além de gerarem insights para estratégias que tornem o uso do tempo mais eficiente. Outras opções são práticas de rotina que, comprovadamente, auxiliam na mitigação da ociosidade, como a técnica Pomodoro.

A partir do momento em que os trabalhadores começam as suas responsabilidades, todos os momentos que precedem os próximos intervalos (almoço, por exemplo) e os minutos finais antes que o empregado finalize o turno são indispensáveis.

2. Distribua as tarefas adequadamente

A divisão inadequada de tarefas entre os profissionais do time é mais comum do que parece, isto é, atividades que exigem determinado conhecimento técnico sendo delegadas às pessoas erradas. Isso gera distorções na comunicação, processos falhos, divergências de dados e sobrecarga de atividades sobre um grupo de trabalhadores, enquanto o outro acaba em tempo ocioso.

Esse tipo de situação compromete a produtividade industrial, pois prejudica a eficiência de certos colaboradores, que acabam sofrendo com mais estresse e, até mesmo, afastamentos do trabalho. Além disso, a designação incorreta de tarefas desperdiça o potencial produtivo de equipes inteiras.

Para evitar esse tipo problema, é preciso que os administradores da indústria deleguem as responsabilidades e demandas de acordo com a experiência do profissional, suas qualificações e o nível de engajamento com o processo em questão.

3. Evite situações de distração e perda de foco

Se a produtividade industrial é o aproveitamento máximo do tempo e energia de todos os recursos disponíveis na empresa, sejam eles humanos ou não, as situações de distração e perda de foco podem ser consideradas fatores de peso para a improdutividade.

Quando um equipamento ou máquina é sobrecarregada a ponto de sofrer avarias antecipadamente à previsão da manutenção, chamamos o contexto de gargalo de produção. Ou seja, quando uma etapa leva mais tempo do que deveria para ser realizada ou quando a operação para por conta de falhas que poderiam ser evitadas.

Dito isso, o primeiro passo para eliminar os gargalos de produção é identificá-los e tomar as devidas medidas para resolvê-los. Sendo assim, é fundamental mapear o ciclo de vida da máquina ou equipamento.

Tipos de gargalos produtivos

Entre os tipos mais comuns de gargalos que afetam a produtividade industrial, podemos citar:

  • equipamentos defasados — que não acompanham a demanda e o volume de produção do resto do maquinário;
  • etapas atrasadas;
  • processos burocráticos que interrompam ou paralisem o fluxo de informações ou de produção;
  • insumos que não chegam no prazo e atrasam todo o processo de produção.

Após identificá-los, é preciso fazer uma avaliação a respeito dos impactos que causam e descobrir os custos para resolvê-los.

4. Crie um ambiente saudável

Você sabia que a disposição e o engajamento dos profissionais para com as atividades da empresa exercem influência direta na produtividade industrial? Afinal, os colaboradores são os principais responsáveis pela produção, visto que são eles que operam as máquinas e realizam os processos.

Portanto, é muito importante investir em otimizar o ambiente de trabalho, tornando-o saudável e humanizado. Tudo o que for possível ser feito para reduzir o estresse, os riscos ergonômicos e psicológicos, assim como demais intempéries que afetem a disposição, deve ser realizado.

É por isso que é interessante que a indústria crie políticas de conscientização — a respeito da importância da limpeza e conservação dos meios de produção e faça parcerias com o RH.

5. Mantenha a manutenção de equipamentos industriais

Para manter as máquinas industriais em pleno funcionamento, há uma grande variedade de medidas que devem ser adotadas. Em suma, a manutenção industrial é o conjunto de procedimentos interventivos realizados para otimizar e prolongar a vida útil dos equipamentos de trabalho usados no setor, além de diminuir os custos com reparos, caso eles precisem passar por manutenções corretivas.

A produtividade industrial, diante desse contexto, está relacionada ao fato de que a linha de produção deve se manter em constante movimento. Caso uma máquina pare de funcionar, operações inteiras são prejudicadas, além de que outros equipamentos também podem ser comprometidos.

Em situações como essa, quando as intervenções de manutenção são realizadas de maneira preditiva — e não corretiva —, as medidas são muito mais simples e menos onerosas, podendo ser:

  • trocas;
  • limpezas;
  • inspeções;
  • restaurações de determinadas peças;
  • entre outros aspectos cruciais para a garantia da segurança e da produtividade industrial.

É preciso estruturar um planejamento consistente de manutenção e gestão dos equipamentos. Assim, as condições tornam-se muito mais favoráveis para a produção, assim como fomentam a competitividade do negócio.

O papel da Armac na sua produtividade

Vale mencionar que a Armac é a maior companhia de locação de máquinas da linha amarela no Brasil. Para garantir a eficiência dos processos logísticos e otimizar a produtividade industrial, a Armac entrega equipamentos de confiança e de alta performance, ajudando a empresa a ter mais eficiência operacional, através da nossa equipe de mecânicos especializados em cada modelo do nosso portfólio.

Quer saber como a Armac pode ajudar a manter a produtividade de sua empresa por meio das soluções mais inovadoras em manutenção e locação de máquinas? Então, entre em contato com um especialista da nossa equipe para descobrir como podemos contribuir!