Veja por que a manutenção de equipamentos industriais é tão importante!

  • Manutenção

Trabalhar com maquinário exige muitos cuidados, tanto para preservar a saúde dos colaboradores quanto para que as máquinas continuem funcionando adequadamente. Por isso, a manutenção de equipamentos industriais é de extrema importância para que as operações continuem e a produção não seja interrompida.

Com essa prática, é possível garantir maior segurança e ainda aumentar a produtividade. O setor industrial pode ser muito impactado caso uma das máquinas pare, prejudicando toda a cadeia produtiva. Isso acarreta uma série de problemas, como queda no desempenho e até diminuição na lucratividade.

Dentro dos planos e projeções para o negócio, as manutenções nos equipamentos no setor industrial devem constar entre as prioridades, pois essa é uma necessidade vital. Acompanhe o artigo para entender mais por que elas devem ser feitas regularmente.

Como funciona a manutenção de equipamentos industriais?

Para manter as máquinas e os equipamentos em pleno funcionamento, existem diversas medidas que precisam ser adotadas. A manutenção industrial é um conjunto de intervenções que são realizadas para prolongar a vida útil dos aparelhos, além de reduzir as chances de gastos com reparos se eles precisarem passar por manutenções corretivas.

A linha de produção não pode parar. Se alguma das máquinas para, todas as operações são afetadas. Nesse sentido, quando as intervenções de reparos são feitas previamente, as medidas são mais simples. Podem ser limpezas, inspeções, trocas, restaurações de determinadas peças ou outros aspectos que garantirão a segurança nos processos industriais.

É preciso ter um planejamento de controle e manutenção dos equipamentos. Dessa forma, as condições ficam favoráveis para a produção, bem como aumentam a competitividade. Assim, as manutenções têm uma função estratégica que precisa ser valorizada, já que os ativos são fundamentais para o fluxo das atividades.

Quais os principais riscos evitados?

Alguns gestores enxergam a manutenção de equipamentos como um gasto desnecessário. Afinal, as máquinas estão funcionando perfeitamente. No entanto, em médio e longo prazo, isso pode ter resultados ainda piores, como a quebra de aparelhos importantes em que o conserto pode ter custos muito altos.

Além disso, não é apenas a questão da quebra de maquinário que deve ser considerada. O gerenciamento sobre as manutenções periódicas é responsável por dar mais confiabilidade e evitar falhas nas máquinas. Desse modo, a eficiência operacional é garantida, e a produção se mantém a todo vapor.

A diminuição de riscos de acidentes e erros também é essencial na indústria, já que os contratempos afetam o rendimento da produção e o cronograma estabelecido. Portanto, a manutenção é vital para a prevenção de maiores prejuízos.

Quais são os tipos de manutenção?

Existem diversas manutenções que podem ser realizadas nos equipamentos industriais. Algumas delas são voltadas para a prevenção de possíveis problemas, como a preventiva ou a preditiva. Elas têm custos bem menores do que as corretivas, que são adotadas apenas para corrigir depois que o transtorno da quebra já aconteceu.

É importante destacar que muitas indústrias já trabalham com backups de reserva, como compressores, peças variadas e outros itens para fazer correções imediatas em caso de problemas com as máquinas.

Agora, confira os principais tipos de manutenções que ocorrem no maquinário.

Corretiva

Essa talvez seja a manutenção mais conhecida. Afinal, geralmente, o problema só é solucionado depois que ele se apresenta. No entanto, os gastos tendem a ser maiores, pois fazer reparos em equipamentos após eles apresentarem defeitos é mais caro. São dois tipos de manutenções corretivas: emergencial e programada.

A emergencial é aquela em que o defeito acontece de forma abrupta em uma máquina essencial e afeta a produtividade. A programada, como o nome indica, é feita com planejamento em um momento que seja mais propício.

Preventiva

A manutenção preventiva é feita com uma certa periodicidade para inspecionar o funcionamento dos equipamentos, de acordo com a indicação do fabricante. Contudo, para que seja realmente efetiva, é necessário levar em conta a forma de utilização da máquina e, assim, ter maiores cuidados para realizar a prevenção de contratempos.

Preditiva

Qualquer falha ou defeito em equipamentos industriais afeta as demais etapas da linha de produção. Dessa maneira, a manutenção preditiva é feita para verificar o maquinário em certo período e usa sensores e outros aparelhos para fazer o monitoramento. Assim, as máquinas são acompanhadas constantemente para ver como estão funcionando, e as correções entram em ação sempre que necessário.

Existem boas práticas para fazer isso?

Para que os equipamentos mantenham a integridade e tenham alto desempenho, a forma de uso e outros fatores são determinantes. Assim, diminuem-se as chances de a manutenção ser necessária. Pensando nisso, saiba que algumas boas práticas contribuem para o aumento da vida útil do maquinário:

  • seguir as determinações e a forma de uso do fabricante;
  • implementar um plano de gestão para gerenciar as manutenções dos equipamentos;
  • fazer treinamentos e capacitação com as equipes (operacionais e manutenção);
  • realizar revisões periodicamente;
  • gerenciar peças sobressalentes de acordo com o plano de gestão;
  • seguir as normas de Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional (SGSSO, ou OHSAS, na sigla em inglês).

Quais os benefícios da manutenção industrial?

Não há dúvidas que seguir um cronograma de manutenções nos equipamentos industriais é mais vantajoso para o negócio. Portanto, isso é mais benéfico do que deixar para consertar os itens apenas quando as falhas e os defeitos fizerem a produção parar. Confira os benefícios:

  • os equipamentos e as máquinas têm maior vida útil;
  • há redução de riscos, falhas e possíveis acidentes no manuseio;
  • os custos com maquinário são reduzidos;
  • há maior eficiência na produção;
  • há mais rendimento em todas as etapas;
  • há a diminuição de desperdícios;
  • as máquinas não ficam ociosas;
  • há mais segurança no trabalho para operadores e colaboradores.

Por que contar com uma equipe especializada?

O maquinário industrial é composto por aparelhos de alto custo, e não é sensato deixar que qualquer pessoa faça as manutenções neles. O conhecimento de profissionais capacitados é fundamental para que os serviços sejam realizados com eficiência. Uma equipe especializada tem a experiência e o conhecimento técnico para exercer as atividades requisitadas e, desse modo, contribui para que os aparelhos tenham um melhor funcionamento.

A Armac trabalha com o aluguel de máquinas para indústria e, além disso, oferece a manutenção de equipamentos industriais especializada para que o maquinário locado funcione com excelência. Portanto, não há preocupação com a contratação de profissionais para fazer a manutenção, pois a Armac cuida de tudo. Dessa forma, você consegue focar apenas em outros aspectos para aumentar a produtividade industrial.

Se você quer saber mais sobre a locação de máquinas para a indústria, entre em contato conosco agora mesmo!