O que é gestão integrada na construção civil?

  • Engenharia

Vivemos na era da informação digitalizada. Tempos em que a presença da tecnologia nos mais diversos segmentos do mercado não é mais considerada um diferencial competitivo, mas, sim, um pré-requisito para atuar em um panorama acirrado. Dito isso, a gestão integrada na construção civil é uma pauta que tem se tornado cada vez mais discutida.

Pensando nisso, preparamos este artigo para que você entenda o que é gestão integrada no setor de construção civil, quais benefícios esse formato de negócios proporciona e como implementá-lo. Continue lendo!

O que é gestão integrada na construção civil?

Mesmo em meio ao forte processo de transformação digital pelo qual a sociedade moderna está passando, ainda são poucos os canteiros de obras que tomam decisões em tempo real. Isso se deve, principalmente, à dificuldade para coletar dados e obter uma visão mais analítica e integrada dos impactos do cotidiano na produtividade, além de outros setores como projetos, vendas e, é claro, nos indicadores estratégicos.

Dado o contexto, podemos afirmar que a gestão integrada na construção civil consiste na prática de usar ferramentas inovadoras, sistemas e medidas que, em conjunto, permitem que a construtora tome decisões levando em consideração como cada aspecto do projeto afeta o todo.

Quando se fala em gestão integrada, automaticamente nos referimos aos softwares que permitem que todas as áreas de uma organização sejam englobadas em um único sistema, proporcionando um ambiente de trabalho uniforme, em que todas as informações necessárias ficam disponíveis para que os gestores as consultem a qualquer hora e em qualquer lugar.

No setor, o recurso é conhecido como SGI, ou Sistema de Gestão Integrada. Basicamente, a sua função é contemplar processos de gerenciamento de qualidade, segurança e saúde no trabalho, questões ambientais e sustentabilidade, entre outros assuntos.

Esse formato de gestão permite que o controle das informações, tanto da obra como de outros departamentos da empresa, sejam centralizadas, facilitando o trabalho dos gestores e, dessa forma, melhorando a tomada de decisões e a produtividade do negócio.

Quais são os benefícios da gestão integrada na construção civil?

Há uma série de vantagens proporcionadas pela gestão integrada na construção civil, visto que a integração dos processos e dados do canteiro de obras permite uma visão muito mais ampla e estratégica dos negócios. Separamos cinco principais benefícios gerados pela adoção desse formato. Veja:

Padronização dos processos

Um dos pontos altos de implementar esse tipo de sistema na construção civil é o fato de que os processos operacionais passam a ser padronizados, isto é, começam a seguir parâmetros estabelecidos com a finalidade de reduzir desperdícios, otimizar o uso de materiais e melhorar o aproveitamento da mão de obra especializada.

Os gestores podem acompanhar a evolução do progresso de cada setor da empresa por meio de dashboards intuitivos, atualizando o status de cada projeto ou atividade diretamente do software. Também é possível analisar índices de produtividade relevantes.

Mais qualidade da informação

Se todos os dados da empresa são inseridos em uma única plataforma — desde o que acontece no canteiro de obras até as questões administrativas e financeiras —, a consequência natural é que informações de maior qualidade cheguem às mãos dos gestores. Isso significa que o SGI permite ter um conhecimento geral sobre os procedimentos internos e externos da organização.

Com todos os dados pertinentes à execução do projeto e ao desempenho comercial, os gestores também passam a ter uma noção mais ampla sobre como elaborar melhores estratégias de vendas, precificação de serviços, gestão de equipe, entre outros pontos.

Redução de custos operacionais

O uso de uma tecnologia para integrar os processos gera inteligência de mercado para os gestores, o que é crucial no segmento de construção civil. O que queremos dizer é que, ter uma visão mais analítica a respeito de aspectos como o índice de produtividade e o uso de materiais permite que os gestores façam os devidos ajustes para eliminar desperdícios e reduzir os custos operacionais.

Controle de estoque

O controle de estoque é uma das necessidades mais importantes em organizações que precisam lidar da melhor maneira possível com determinados insumos para gerar os seus produtos ou serviços, como é o caso da construção civil.

Nesse sentido, a ausência de um sistema de gestão integrada pode gerar graves gargalos na produção devido à falta de materiais de construção ou ao desperdício deles por erros de cálculo, ou execução, o que gera prejuízo para a empresa nesses dois cenários.

Ao integrar a gestão, o gerenciamento do estoque se torna muito mais preciso, já que o próprio sistema gera informações inteligentes sobre o uso dos insumos na construção civil.

Tomada de decisões estratégicas

O SGI se mostra altamente funcional pela sua capacidade de agregar valor competitivo às empresas que o utilizam. Isso se deve à rapidez na análise de informações e obtenção de dados de alto potencial estratégico, o que é fundamental para auxiliar na tomada de decisões.

No contexto da construção civil, o SGI é tido como um formato administrativo que permite aos gestores terem maior controle sobre toda a logística do negócio, já que a visão de todos os departamentos da empresa é unificada em um sistema inteligente, que interpreta dados por meio de conceitos tecnológicos como Big Data e Inteligência Artificial.

Como colocar a gestão integrada em prática?

Como você pôde entender até aqui, a implementação de um sistema de gestão integrada, ou seja, a adoção da tecnologia na construção civil, é o melhor caminho para unificar os processos operacionais, padronizá-los, acompanhar o canteiro de obras e integrar todas as informações da empresa em um único ambiente inteligente e automatizado.

A partir dele, os gestores passam a usufruir de todos os benefícios citados no decorrer deste artigo e, com isso, conseguem proporcionar o aumento da produtividade dos projetos, a melhoria da confiabilidade das informações, a organização e a padronização dos processos, entre outras vantagens.

Para concluirmos, neste artigo, você aprendeu sobre o que é gestão integrada, qual é o papel dela na construção civil e por que motivo esse formato de trabalho é considerado indispensável em tempos de transformação digital e alta competitividade de mercado.

Quer acompanhar todas as dicas e novidades postadas pela Armac? Então, siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no YouTube!