6 cuidados essenciais na operação de pá-carregadeira!

  • Pás Carregadeiras

Ser operador de máquinas grandes e pesadas requer uma “dose” alta de cuidados, conhecimentos e responsabilidade. Nesse cenário, todo profissional que trabalha com a operação de pá-carregadeira precisa ter conhecimentos técnicos adequados, como saber sobre a velocidade durante a operação.

A importância de estar capacitado abrange a manutenção e a vistoria do maquinário, o cuidado com o levantamento de cargas, as proximidades com redes elétricas e a utilização de EPIs. Além disso, operar de maneira segura e eficiente protege a sua própria vida e a de todas as pessoas ao seu redor, além de contribuir para a produtividade no seu trabalho e para o sucesso da empresa.

Devido à importância do assunto, neste artigo, vamos informar algumas alternativas sobre técnicas de operação da pá-carregadeira. Acompanhe a leitura!

1. Velocidade durante a operação

A velocidade de uma pá-carregadeira em operação é essencial para a segurança no trabalho e interfere nos resultados das atividades. A velocidade faz parte das técnicas aplicadas pelo operador. Para cada ação, é aconselhada determinada velocidade. Caso contrário, o equipamento pode não funcionar adequadamente ou apesentar riscos para quem o opera.

No entanto, a velocidade deve ser alternada conforme cada procedimento realizado. Por exemplo, para pegar o material no solo, erguer a caçamba, dirigir-se ao caminhão e colocar o material no veículo e depois retornar ao bloco de material. Realizar esses processos de forma equilibrada e segura requer um conhecimento bem elevado e técnico do operador.

2. Capacitação do operador

As pás-carregadeiras são equipamentos de grande porte e extremamente pesados. Esses são alguns dos motivos pelos quais os operadores devem ter todos os conhecimentos necessários para que a administração da máquina seja precisa e segura.

Os maquinários de última geração estão a cada dia mais sofisticados, com cabine fechada, ar- condicionado e tantas funções aprimoradas que agilizam e facilitam na hora de realizar os diversos serviços que o equipamento pode proporcionar.

Com o desenvolvimento tecnológico, existem no mercado pás-carregadeiras de modelos, capacidades e tamanhos diversificados. Contudo, para que os operadores tenham um trabalho eficaz, é necessário manuseá-las adequadamente. Por isso a necessidade de a empresa oferecer cursos intensivos de capacitação técnica para todos os profissionais dessa área.

Nesses cursos, é indispensável mostrar como operar de forma segura e eficiente, como inspecionar a máquina, como realizar a manutenção e a conservação do produto etc. Veja outros conhecimentos que podem ser ministrados nos cursos de capacitação:

  • partes da pá-carregadeira: ferramentas de penetração do solo (FPS), sistema hidráulico, sistema elétrico, painel de instrumentos, caçamba, motor, transmissão, embreagem etc.;
  • regras de operação segundo a NR11 (Norma regulamentadora do Ministério do Trabalho/Lei 6.514/77): é indispensável que a operação das pá-carregadeira siga essas instruções para que não ocorram penalidades para a empresa. Por isso, é importante conhecer regras básicas de operação, partida, carregamento de materiais diversos, área no campo com equipamentos, instrução de controle de comando com equipamentos etc.
  • tipos de pás-carregadeiras: existe um grande número de tipos, marcas e modelos desse equipamento, por exemplo, pás-carregadeiras sobre rodas, pás-carregadeiras de esteiras e outros.

3. Manutenção e vistoria do maquinário

Realizar a vistoria e a manutenção da pá-carregadeira com certa frequência é essencial para que a máquina esteja sempre em estado de uso adequado. O mais indicado é que, antes de qualquer atividade, o operador faça uma inspeção na máquina, pois um pequeno problema pode desandar o trabalho de um dia inteiro.

Observar os fluidos dos pneus, verificar os níveis de graxa e analisar a presença de resíduos no filtro são exemplos de atitudes indispensáveis para que a máquina trabalhe diariamente sem interrupções para pequenos ou grandes reparos. Além do mais, os consertos executados com regularidade aumentam o tempo de vida útil do equipamento e diminuem o risco de queda na produtividade.

4. Cuidado com o levantamento de cargas

O processo de realizar o levantamento de carga requer alguns cuidados para que a atividade seja feita com agilidade e segurança. Precisa existir uma parceria bem alinhada entre o motorista do caminhão e o operador da pá-carregadeira, por exemplo. É importante que ambos observem a distância um do outro, o ângulo de posicionamento e outros detalhes, para que não haja colisão entre os dois.

Ao fazer as manobras, é necessário analisar a área em que os transportes estão circulando e observar se há buracos, objetos ou algum material no lugar, a fim de evitar acidentes e danos à máquina.

5. Proximidade com redes elétricas

As redes elétricas são perigosas para qualquer situação. Mas, quando falamos de máquinas pesadas e de grande porte, é interessante ressaltar os cuidados que os operadores devem ter ao dirigi-las.

As pás-carregadeiras trabalham com um sistema de elevação da caçamba, e esse é um fator que requer muito cuidado. Nesse cenário, o indicado ao operador da pá é descer dela, para que tenha uma visão real da rede elétrica e do espaço como um todo. Ele deve observar a altura dos fios e se há algum pendurado ou no chão.

Ao se aproximar das redes elétricas, os acessórios e os implementos devem estar bem baixos. Entretanto, caso haja um acidente com a rede elétrica, fique calmo! Pare a pá-carregadeira e permaneça na cabine. Espere que alguém observe o ambiente e dê sinal de que você pode descer em segurança.

6. Utilização de EPIs

A legislação trabalhista brasileira determina que algumas atividades profissionais sigam as normas de segurança ao utilizarem os EPIs (Equipamentos de proteção individual). Entre esses profissionais estão os que operam as pás-carregadeiras. Os acessórios protegem os operários de acidentes que possam provocar fraturas, lesões ou até acidentes fatais. Conheça alguns EPIs e as suas funcionalidades:

  • capacete de proteção: é um dos componentes mais importantes. O seu objetivo é proteger o crânio do operador em caso de acidentes que impactam a cabeça;
  • óculos de proteção: os olhos são partes sensíveis do corpo, e os óculos os protegem em casos de acidentes que possam afetar a visão;
  • protetores auditivos: os sons causados pelas pás-carregadeiras e outros transportes têm volumes elevados. Além disso, os operários trabalham horas com essas máquinas, sendo essa proteção necessária para os ouvidos.

Enfim, realizar a operação de pá-carregadeira não é uma atividade tão simples. Por isso, é importante reconhecer que existem algumas exigências por lei e outras pessoais que precisam ser colocadas em prática, como manter a velocidade durante a operação, utilizar os EPIs, entre outras. Por isso, convidamos você a seguir as nossas dicas, que são indispensáveis para as suas atividades diárias. Com todos esses cuidados e uma boa parceria com outros motoristas, o trabalho será tranquilo, produtivo e seguro.

Entendeu como é indispensável ter informações sobre os cuidados ao operar pás-carregadeiras? Temos mais conteúdos importantes para ajudar você a ter mais produtividade nas suas operações, aproveite para seguir as redes sociais da Armac: Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn, para recebê-los!