Ponto cego de máquinas pesadas: veja como evitar esse problema

  • Máquina

Embora algumas pessoas não saibam, grande parte as máquinas pesadas apresentam pontos cegos. E os riscos de acidentes mudam de acordo com o tamanho e a quantidade desses pontos.

Muitos acidentes ocorrem porque, em determinado momento, a máquina se encontra no caminho de outro equipamento ou objeto que está fora do alcance de visão do operador.

Leia nosso post e saiba mais sobre ponto cego de máquinas pesadas e como evitar esse transtorno com os devidos cuidados!


Locação de Equipamentos – Alugue Online

O equipamento ideal para o seu projeto aqui


O que é ponto cego de máquinas pesadas?

O ponto cego de máquinas pesadas consiste em um perímetro ou ângulo, em que a visibilidade de um operador ou transeunte fica obstruída pela própria estrutura da máquina ou equipamento.

Os pontos cegos podem ser variáveis ou fixos. Na cabine do condutor, são considerados pontos cegos fixos todos os obstáculos cuja visibilidade é prejudicada pelas colunas laterais, frontais e traseiras da própria cabine ou pelo painel frontal, teto, vidros, portas, faróis e espelhos retrovisores.

Os variáveis são provocados pelos braços e agregados (caçamba, mangueiras, porta garfos, pistões, correntes, acessórios etc.) que se movem para diferentes direções e sentidos, alterando o campo disponível de visão. Assim, quanto mais completo for o equipamento, menor será a visibilidade do condutor.

Conhecer o ponto cego de máquinas e evitá-lo ajuda a reduzir acidentes em qualquer local de trabalho. É uma forma de garantir a segurança, dando cumprimento à NR 12, à NR 22 e a outras normas regulamentadoras.

Principais pontos cegos de algumas máquinas?

Vamos mostrar o ponto cego de máquinas pesadas de acordo com o tipo de equipamento.

Minicarregadeiras

  • o condutor tem ótima visibilidade à frente;
  • visão limitada nas laterais (devido aos braços, aos cilindros e à estrutura ROPS);
  • e visibilidade parcial na traseira.

O que deixa a minicarregadeira muito perigosa é sua capacidade de girar com rapidez em seu próprio raio de giro. Como é uma máquina de porte menor em comparação a outras, é comum que os profissionais se dirijam até ela para falar com o operador.

Se o condutor não identificar a presença de alguém nas proximidades, poderá realizar o giro rápido da máquina, colocando em perigo a integridade física ou a vida dessa pessoa.

Pás carregadeiras

A pá carregadeira apresenta pontos cegos relevantes, atrás da cabine do condutor. Isso acontece por causa do cofre do motor, que impede o condutor de visualizar o que se encontra atrás da cabine. Os espelhos oferecem visibilidade do que está nos lados e na parte de trás da cabine.

Além disso, a cabine é de altura elevada e tem janelas em todas as direções. Assim, o único contraponto à visão do operador, tanto à dianteira quanto lateralmente, se dá somente pelas colunas de aço da estrutura ROPS.

Enquanto a carregadeira avança, levantando a caçamba e despejando a carga no caminhão, ou ajeitando-a no terreno, com movimento de ida e vinda, é quando o condutor precisa ter mais cuidado com trabalhadores em algum ponto cego.

Escavadeiras hidráulicas

Como a escavadeira hidráulica apresenta cabines situadas mais à direita do veículo, isso confere importantes pontos cegos no lado direito e na parte de trás.

A caçamba, os braços e a lança também atrapalham a visibilidade na dianteira do veículo, em uma faixa de terreno estreita.

O risco maior é que algum profissional penetre no campo de giro da máquina durante sua atividade. Nesses momentos, o contrapeso da escavadeira se encontra totalmente fora de visão. O operador deve, portanto, olhar constantemente o espelho esquerdo para se certificar de que o espaço está livre, que nenhuma pessoa está passando na parte traseira.

Quando girar na escavação e para o despejo do material, o operador deve pesquisar, com a visão, a região em torno, para ter certeza de que não há trabalhadores.

Retroescavadeiras

A retroescavadeira moderna oferece ótima visibilidade, principalmente porque o banco do operador gira para trabalhar de frente para a caçamba ou usando a função de retroescavadeira. As cabines oferecem, assim, visibilidade de 360°.

Os profissionais não correm altos riscos quando trabalham próximo a uma retroescavadeira, já que essa máquina consegue estabilidade enquanto trabalha por um longo período em determinado lugar.

No entanto, quando ela for deslocada de um espaço para outro, é preciso tomar cuidado com os profissionais, postes, equipamentos e demais obstruções. Afinal, uma retroescavadeira é um equipamento que pode atingir uma velocidade acima das demais máquinas, tornando sua manobrabilidade ou frenagem difíceis, se requisitadas subitamente.

Como garantir mais segurança nas máquinas?

Para garantir mais segurança com máquinas pesadas, é necessário ir além dos pontos cegos. É importante identificar as deficiências de segurança no ambiente de trabalho (canteiro de obras, zona rural).

Os acidentes podem acontecer por diversos motivos:

  • acesso a áreas de risco, que devem ser isoladas;
  • ausência de uma boa comunicação;
  • falta de monitoramento das atividades das máquinas;
  • uso errado de EPIs ou a falta de uso desses equipamentos;
  • ausência de qualificação necessária para operação;
  • falta de respeito aos limites da máquina, como sobrecarga.

Por isso, é fundamental cumprir as seguintes dicas de segurança:

  • garanta o acesso e o uso de EPIs (equipamentos de proteção individual) e EPCs (equipamentos de proteção coletiva);
  • aplique todas as normas regulamentadoras de segurança no canteiro de obras;
  • realize a manutenção preventiva de todas as máquinas;
  • organize o canteiro de obras e administre a limpeza;
  • conscientize os profissionais sobre a necessidade de se prevenir contra os riscos de acidentes;
  • antes de iniciar as operações, faça o planejamento de segurança das atividades;
  • revise periodicamente as políticas de segurança.

Produtividade, qualidade e segurança

Vale lembrar que, para cada R$ 1,00 que você investe em segurança, há um retorno médio de R$ 3,00 em economia com manutenções corretivas, indenizações, despesas com acidentes, multas por irregularidades e outras coisas.

A maior parte dos acidentes ocorre devido à displicência, à falta de atenção e de informações para os trabalhadores.

Novamente, ressaltamos a importância de cumprir a legislação para prevenir sinistros envolvendo máquinas. O ponto cego de máquinas pesadas é somente um fator a considerar na política de segurança — mas é um fator realmente relevante, que ainda não recebe a merecida atenção de algumas pessoas, sejam gestores, operadores de máquinas ou outros profissionais.

O que achou do nosso conteúdo? Já valoriza o ponto cego e outros aspectos de segurança quando trabalha com máquinas pesadas? Que tal compartilhar o conhecimento que adquiriu? Faça isso! Compartilhe o post nas redes sociais. Assim, outras pessoas interessadas também terão acesso a ele!