Como fazer a manutenção e controle de frotas?

  • Manutenção

O controle de frotas de máquinas pesadas é a estratégia responsável por identificar o que está acontecendo com os esses ativos. Por meio dela, a equipe envolvida acompanha as máquinas e equipamentos do momento em que eles saíram da oficina, ou garagem, até entrarem em operação. É fundamental saber o estado em que os maquinários se encontram durante a atividade feita pelo cliente.

Os profissionais especializados nesse monitoramento acompanham dados de horas de trabalho de cada máquina, o seu consumo de combustível e de óleo, o estado dos filtros, as condições das correias, dos pneus, das esteiras, entre outros. Neste artigo, vamos explicar sobre a importância da manutenção desse tipo de equipamento para antecipar problemas e eventualidades.

Ficou interessado em como fazer o controle de frotas? Acompanhe a leitura e confira nossas dicas!


Locação de Equipamentos – Alugue Online

O equipamento ideal para o seu projeto aqui


Qual é a importância da manutenção das frotas?

A manutenção das frotas é importante para prever dificuldades que podem surgir no decorrer do tempo. Esses procedimentos são necessários para obter informações sobre a localização geográfica dos equipamentos.

Por meio de sensores implantados em cada máquina, os profissionais de controle e manutenção de frotas, monitoram em tempo real aspectos primordiais para o bem-estar do equipamento e sua atuação correta na operação, evitando assim, prováveis falhas.

Dito isso, é importante manter um calendário de revisões periódicas capaz de impedir que os equipamentos interrompam operações de forma repentina. Essas revisões fazem parte da manutenção preventiva, responsável pelo controle sobre o equipamento, ou frota de equipamentos, que atua na redução da probabilidade de experienciar erros em intervalos de trabalho. Essa prática possibilita, até mesmo, a extensão da vida útil dos maquinários.

Principais dicas para o controle de frotas

As horas de trabalho das máquinas e sua localização geográfica são os indicadores que norteiam a manutenção preventiva. Mas para controlar essas frotas com eficiência, é preciso investir no rastreamento das máquinas, telemetria, checklists, entre outros. Veja a seguir outras dicas relevantes sobre o assunto!

Comunicação wireless

Os principais desafios são a comunicação wireless e o acesso ao equipamento para executar as manutenções. A comunicação via sinal de telefonia com as máquinas muitas vezes é interrompida, por exemplo, quando o maquinário entra em um túnel de mineração ou vai para uma região extrema onde não há sinal da fornecedora de internet.

Se acontecer um incidente que danifica o equipamento de comunicação embarcado na máquina, ele para de enviar as informações para a central de monitoramento com o setor de gestão de frota. Essa falta de comunicação dificulta bastante o plano de manutenção, pois a referência do PMP (Planejamento Da Manutenção Preventiva) é a hora trabalhada do equipamento.

Monitoramento de máquinas

O rastreamento dos equipamentos auxilia os gestores por revelar a localização e o tipo de trabalho as máquinas estão executando. Com isso é possível elaborar a cadeia logística de suprimentos, prever a rota e o tempo que as peças substitutas vão levar para chegar até as máquinas, programar o tempo que o mecânico levará para efetuar a manutenção.

O tipo de trabalho que o equipamento realiza é relevante para prever a durabilidade dos componentes e acertar o cronograma de manutenção conforme cada caso. Em ambientes agressivos, por exemplo, nas operações com manipulação de fertilizantes, o tempo programado para a manutenção preventiva deve ser inferior ao intervalo padrão da mesma máquina em outra operação, como na construção civil por exemplo.

O intervalo entre as manutenções preventivas para cada componente está descrito no manual do fabricante. Entretanto, é responsabilidade do gestor de frotas, junto com a equipe de manutenção, avaliar os resultados com base nos históricos de manutenções. Eles ajustam o intervalo ideal para cada tipo de operação e levam em conta a localização do equipamento.

Uso de telemetria

Trata-se da medição remota de dados. A telemetria veicular refere-se aos equipamentos e é definida como a comunicação dos dados da máquina com a central de gestão da frota. É realizada a coleta de dados para que o gestor tenha uma visão granular dos maquinários. O rastreio do equipamento obtém a localização do equipamento em tempo real via GPS.

Por meio da telemetria são registrados os dados que aparecem no painel, tais como: velocidade, rotação do motor, odômetro, horimetro, temperatura do motor etc. Além disso, qualquer tipo de sensor na máquina que possa emitir um sinal digital pode ser lido remotamente. Basta ter a tecnologia embarcada no equipamento. Muitos fabricantes já possuem essa eletrônica instalada.

A comunicação do hardware instalado no equipamento com a central de controle pode ocorrer por sinal de telefonia ou chip que conecta com as redes das operadoras e transmite os dados por sinal digital até uma nuvem de dados online. Outro tipo de conexão é por meio de satélites, para isso é necessário instalar uma antena nos equipamentos.

Metodologia

O checklist eletrônico na verdade é uma metodologia que elenca uma prioridade de afazeres possibilitando a verificação do que foi executado no equipamento de acordo com o PMP. Não há outra maneira inteligente a não ser digitalmente para controlar o tamanho da frota e a quantidade de dados comunicados. Outro recurso eficiente para gerir a frota são os relatórios de evidência.

Por exemplo, quando um mecânico vai executar uma manutenção preventiva na máquina, ele preenche um relatório de inspeção com fotos do que foi realizado. Assim o gestor, além de conferir se o procedimento foi executado, terá uma evidência de como foi feita a manutenção e, consequentemente, a gestão elabora planos de ação para obter uma melhor eficiência nas próximas manutenções.

Quais são os benefícios da locação de máquinas pesadas?

Os benefícios da locação de máquinas pesadas são vários. Entre eles está a redução dos custos com manutenções, a previsibilidade na tomada de decisão, o aumento da disponibilidade dos equipamentos, a confiabilidade das peças que garantem a segurança do operador, a diminuição do número de paradas inesperadas e o aumento do tempo de uso do equipamento.

A locação dos maquinários é a melhor solução, principalmente para ter o controle de revisão. A Armac conta com uma equipe robusta de profissionais que fazem gestão da frota e que vão trabalhar para assegurar o andamento e produtividade da sua operação, reduzindo, ao máximo, a possibilidade de paradas. Além de estruturar o melhor plano de manutenção preventiva, o time tem uma visão completa da situação do equipamento e seus implementos.

Agora que você já sabe mais sobre a importância da manutenção e controle de frotas, saiba que a locação de máquinas pesadas pode assegurar ainda mais economia e segurança a sua empresa. A Armac oferece todo o suporte na revisão dos equipamentos e é reconhecida no mercado pela disponibilidade de máquinas, pela qualidade no serviço de prestado e pela gestão eficiente dos ativos.

Quer saber um pouco mais sobre nosso portfólio e condições de locação? Entre em contato com a nossa equipe de profissionais especializados!