Como funciona a impermeabilização de rodovias com piche?

  • Pavimentação

Os materiais asfálticos são muito usados na construção civil na forma de mantas, emulsões, ligas, tintas. São materiais que reúnem betume, areia e agregados como brita, escória, cascalho, areia. A principal função do asfalto é a impermeabilização.

O piche é um material asfáltico importante na construção de rodovias, atuando como impermeabilizante. É muito conhecido e aplicado em obras de construção e revestimento. Confira como o piche é aplicado para impermeabilizar pavimentos!


Rolos compactadores para locação

Pé de carneiro, Liso, Tandem e Mini rolos. Acesse


Entendendo a diferença entre piche, betume e asfalto frio

Piche

“Piche” ou “pez” é uma palavra derivada de pix, vocábulo latino.

O piche é o asfalto na forma líquida. Ele é fabricado do alcatrão destilado a partir do carvão mineral, sendo utilizado para produzir eletrodos ânodos como elementos que aglomeram as partículas de coque. As mais importantes frações do alcatrão ou do petróleo são constituídas por parafínicos, hidrocarbonetos, aromáticos e naftênicos.

Em relação às suas características, o piche é muito adesivo e repelente à água. É muito utilizado na impermeabilização de coberturas e de pisos, durante a pavimentação de estradas e em aplicações à prova d’água.

Betume

O betume, por sua vez, é produzido a partir da destilação do petróleo no estado bruto. Como o piche, ele também age como impermeabilizante e adesivo. Durante a destilação, componentes mais leves do petróleo são removidos, como a gasolina e o álcool. O betume age como um cimento que liga os outros materiais na construção de rodovias.

Percebemos que, em relação às propriedades, eles são muito semelhantes, mas diferem quanto à origem. Na verdade, o conceito de piche é mais amplo que o de betume.

O piche designa todo elemento que faz parte dos viscoelásticos e polímeros. Ele pode ser obtido de fontes derivadas de minerais ou de plantas. Quando o piche provém especificamente do petróleo, ele recebe o nome de “betume”. Assim, o betume pode ser considerado um tipo de piche. Ainda pode ser adicionado ao piche, fazendo parte de sua composição.

Asfalto frio

O asfalto frio é um concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ), composto por aditivos e polímeros que retardam o tempo de endurecimento do asfalto. Ele não precisa de preparo (como acontece com o asfalto quente), o que possibilita que seja aplicado diretamente da embalagem.

Também conhecido como “emulsão asfáltica”, o asfalto frio apresenta adesão intensa, muita flexibilidade e elasticidade, mas não tem elevada resistência mecânica.

Desse modo, se o elemento que receberá o asfalto frio não estiver abaixo do chão, serão necessários um contrapiso e um revestimento.

Quando a impermeabilização com piche pode ser aplicada?

O piche é usado na impermeabilização de ruas e estradas. Ele também é usado para impermeabilizar postes, barracões, tapumes, cercas, floreiras e outros elementos de madeira. Essa impermeabilização evita o apodrecimento, um processo natural em materiais orgânicos, que estão mais sujeitos à umidade.

Felizmente, com o avanço da tecnologia, já é possível tornar a madeira mais resistente. O tratamento de secagem em estufa possibilita atingir os melhores níveis de umidade (secagem) em apenas algumas horas.

Da mesma forma, o tratamento CCB (cloro-cobre-cloro) e CCA (cloro-cobre-arsênio), para combater cupins e fungos, contribui para que que pinus, eucalipto e outras espécies coníferas possam substituir as árvores nativas (cuja resistência e durabilidade tende a ser muito maior).

A impermeabilização com piche cria uma barreira que impede que a água entre em contato com a madeira. É uma técnica usada nos casos de contato direto e contínuo da água (postes, por exemplo).

O tempo de secagem do piche é de 48 horas (dois dias) para secagem e cura. Antes de completar esse período, o material já é capaz de aguentar a passagem de veículos trafegando a velocidade de 60 km/h. Se os veículos rodarem a uma velocidade mais alta, pedriscos poderão se soltar, causando danos aos próprios veículos e aos pedestres.

Quais são as máquinas usadas na aplicação de piche?

Nas grandes obras, é necessário recorrer a grandes máquinas para a impermeabilização com piche, como rolos compactadores, caminhões basculantes e vibroacabadoras.

Vibroacabadoras

As vibroacabadoras, acopladas a um caminhão, servem para aplicar produtos como manta asfáltica ou piche. Têm potência muito alta e são importantes no assentamento de camadas novas de asfalto ou em sua reabilitação.

A mistura de piche é carregada em um suporte que recebe o nome de “caracol”. O material, então, é espalhado e nivelado pela mesa compactadora.

Rolos compactadores

Já os rolos compactadores são valiosos para reconstruir parcial ou completamente um pavimento. Com esses equipamentos, ficam garantidas a estabilidade e a baixa permeabilidade do terreno que receberá a nova camada de piche.

Recicladora de asfalto

Vale ainda falar da recicladora de asfalto. Ela complementa o trabalho da fresadora, um implemento da minicarregadeira ou equipamento autônomo que destrói a camada externa do asfalto, o que permite recapear a baixos custos.

A recicladora recolhe o asfalto que foi removido, tritura e acrescenta um produto que possibilita a reaplicação do material.

As recicladoras não impedem completamente o tráfego de veículos enquanto estão trabalhando. Elas ocupam somente uma faixa da rodovia — assim, é possível trabalhar em período integral, agilizando as atividades.

A reabilitação de estradas é uma solução de infraestrutura que custa menos e não provoca grandes transtornos no trânsito.

A impermeabilização com piche traz muitos benefícios na construção e na reabilitação de rodovias, bem como no revestimento da madeira. O uso de betume é muito antigo (egípcios, gregos, sumérios, romanos fizeram uso desse material) e, ainda hoje, ele se mostra eficaz. Por isso, juntamente com outras soluções similares e complementares, o piche é um dos principais impermeabilizantes no setor de construção civil.

O que pensa sobre o assunto? Aproveitando que falamos sobre recicladoras de asfalto, saiba mais sobre o processo de reabilitação de pavimentos. Veja por que ele pode ser a melhor saída!