Motoniveladora ou patrol: descubra se são a mesma coisa

  • Agronegócio
  • Engenharia
  • Motoniveladoras

Motoniveladora ou patrol? Eis a questão! Para quem não sabe, essa é uma dúvida que persiste até os dias atuais, causando confusão mesmo entre os profissionais mais tarimbados do setor produtivo. Por isso, aproveitamos a curiosidade para criar um artigo exclusivo sobre o tema.

O nosso objetivo é acabar com a confusão, explicando as características e funcionalidades da máquina de uma vez por todas. Assim contribuímos para o seu processo de decisão, apresentando tudo o que você precisa entender a respeito da locação desse equipamento. Não perca tempo e acompanhe!

O que é uma motoniveladora?

Tecnicamente, as motoniveladoras são máquinas de grande porte desenvolvidas para trabalhos de nivelamento. Portanto, consistem em equipamentos familiares para quem opera em projetos de terraplanagem, pavimentação e afins.

Entretanto, existe uma curiosidade que chama mais atenção do que as funções: a expressão patrol — do inglês ”patrulha”. Desde que foi inventada, a motoniveladora, ou simplesmente niveladora — devido à ausência de motores à época — já era uma ferramenta hábil para operações de manutenção rodoviária.

Por isso, recebiam a nomenclatura de patrols, já que os equipamentos eram frequentemente vistos atuando no reparo de estradas. Daí o nome: road patrols — patrulhas rodoviárias. Mais de 130 anos depois, o setor produtivo ainda conhece as motoniveladoras da mesma maneira.

Assim, a expressão resistiu ao tempo, convivendo com termos técnicos e adequados ao equipamento. Em países de língua inglesa, plainer e patrol. Já no Brasil, patrol, motoniveladora e patrola — tradução carismática da expressão popularizada pela indústria.

Quais são as características da motoniveladora ou patrol?

Tecnologia, robustez e especialidade. Em nossa opinião, o trabalho realizado pelas motoniveladoras é singular, justamente por ser o único equipamento capaz de planificar superfícies anguladas — uma vantagem possível devido a suas lâminas centrais.

Continue conosco e descubra outras informações relevantes.

Cenário para usar

A aplicação mais comum é o nivelamento de terrenos, mas o equipamento vai além da utilidade para terraplanagem.

Na realidade, as patrolas podem trabalhar tanto em aclives como declives, pavimentando, realizando desgarramento e escarificação, criando taludes e curvas de níveis etc.

Composição

A estrutura das niveladoras representa a principal responsável por toda essa funcionalidade. Tecnicamente, o equipamento é composto por um chassi articulado, três eixos, seis rodas e uma lâmina angular no vão central.

Além disso, é comum que modelos modernos também sejam equipados com um escarificador na parte traseira. Eles costumam aparecer como arados, facilitando a mistura e a aplicação de materiais — funcionalidade que torna o equipamento ainda mais interessante para o agronegócio.

Funcionamento

Como destacamos acima, as motoniveladoras contam com seis rodas. Quatro delas atuam na tração do veículo, ou seja, distribuindo o torque gerado pelo motor para promover o deslocamento da máquina sobre o solo.

Já as duas restantes, posicionadas à frente, são dedicadas ao direcionamento da máquina, tornando a condução mais fácil e intuitiva. Vale destacar a “cereja do bolo” quando falamos de motoniveladoras: a lâmina central.

Por ter três eixos, a lâmina se movimenta livremente conforme o comando do operador. Assim, oferece um posicionamento angular determinante para modelar o material de acordo com a necessidade do projeto.

Vantagens

Assim como a retroescavadeira, a motoniveladora pode ser considerada um equipamento polivalente, ou seja, hábil o bastante para executar a tarefa para a qual foi desenvolvida, além de algumas outras. Isso é comum no agronegócio, em que a máquina tanto cria e mantém taludes como mistura e distribui materiais.

Trata-se de uma vantagem essencial para quem busca economia no campo de trabalho. Afinal de contas, a locação de uma máquina polivalente — quando compatível com as suas necessidades — significa uma economia substancial, pois se reduz custos de ociosidade e afins.

Processo de escolha

Em essência, as motoniveladoras apresentam cinco especificações básicas e fundamentais para a sua decisão: peso operacional, ângulo máximo de inclinação, potência do motor, certificações de segurança e diferenciais de conforto e comodidade para os operadores do equipamento.

Ainda existem preocupações ligadas a temas como tecnologia, reputação e sustentabilidade das máquinas e suas marcas. No entanto, isso não chega a ser um problema caso você decida locar o equipamento junto a uma empresa comprometida com a eficiência operacional, dona de um catálogo moderno e atualizado.

Quais são os modelos disponibilizados pela Armac?

É por isso que você deveria conhecer o portfólio da Armac. Caso não saiba, somos uma empresa referencial na locação de equipamentos para trabalho, com mais de 25 anos de mercado, alcançando 60 cidades a partir de mais de mil máquinas de alta tecnologia, excelência e durabilidade. Dê uma olhada!

Case 845B

  • cabine climatizada e fechada, com certificações ROPS e FOPS que protegem a cabine durante capotamentos, quedas de materiais e acidentes;
  • ângulo máximo de inclinação de 90°;
  • peso operacional de 15.070 kg;
  • potência do motor de 173 HP.

Case 865B

  • cabine climatizada e fechada, com certificações ROPS e FOPS;
  • ângulo máximo de inclinação de 90°;
  • peso operacional de 17.642 kg;
  • potência do motor de 220 HP.

New Holland RG170B

  • cabine climatizada e fechada, com certificações ROPS e FOPS;
  • ângulo máximo de inclinação de 90°;
  • peso operacional de 17.642 kg;
  • potência do motor de 220 HP.

Volvo G930

  • cabine climatizada e fechada, com certificações ROPS e FOPS;
  • ângulo máximo de inclinação de 90°;
  • peso operacional de 17.642 kg;
  • potência do motor de 195 HP.

E as vantagens da locação de motoniveladoras?

Por último e mais importante, os benefícios da locação, não apenas de motoniveladoras, mas de quaisquer outros equipamentos fundamentais para o seu ambiente de trabalho. Em nossa visão, existem duas grandes vantagens: economia e disponibilidade.

A economia figura na forma da redução de gastos. Afinal de contas, a locação é substancialmente mais econômica e inteligente do que a aquisição de máquinas, que ainda onera custos de manutenção, seguro e demais responsabilidades — o que não acontece na locação.

Em segundo momento, aparece a disponibilidade. Esta é uma vantagem inerente a boas locadoras. Conosco, a sua operação não sofre com a ociosidade, pois mesmo na hipótese de uma quebra você tem o amparo ágil da equipe, seja no reparo, no atendimento ou na substituição.

Patrola, motoniveladora ou patrol, seja qual for a sua preferência, a Armac tem a solução. Com as informações do post, agora você já sabe como fazer a escolha adequada de acordo com suas demandas, tirando o máximo proveito possível do equipamento selecionado.

Se gostou do post, aproveite a visita ao blog da Armac para disseminar o conteúdo com a sua equipe: compartilhe o texto nas suas redes sociais!

AS MELHORES MARCAS, O MELHOR SERVIÇO, E UM PARCEIRO QUE SEMPRE TEM O MELHOR PREÇO